DEU NO TWITTER

* * *

Vi essa postagem no Twitter e fiquei pensando: mais um abestalhado que leva a sério o Datafolha, aquele instituto bananífero que mente mais do que a Cega Dedé lá de Palmares.

E o sujeito está citando uma pesquisa garantindo que a “maioria dos eleitores” apoia meter o pé na bunda de Bolsonaro e tirá-lo da presidência.

Na certa, este cabra deve achar que aquela gigantesca multidão que ontem apinhou a Esplanada dos Ministérios, estava mesmo era querendo o impeachment do presidente e fingindo estar ali pra apoiá-lo.

Uma multidão de mentirosos.

Como dizia Seu Luiz, meu saudoso pai, gente besta e mato é o que mais tem nesse mundo.

Mas o que eu queria dizer a vocês é o seguinte:

Depois que vi a idiotice aí de cima, postada por esse sujeito datafolhista, fui verificar quem era ele.

E vejam só o que encontrei:

Tão vendo aí, num é?

O cabra é “repórter de política” do Correio Braziliense, o maior jornal de Brasília, um dos pilares da grande mídia banânica.

E ainda acrescentou que é “Setorista do Poder Judiciário”.

E isto dito, tá dito tudo.

Taí o retrato cagado e cuspido do jornalisteirismo oposicionista nos dias atuais. Que ficou completamente desnorteado e furibundo desde o momento em que os fartos peitos do dinheiro público secaram para as grandes empresas de comunicação.

Tem mais de dois anos que estão à míngua, bufando e estrilando de ódio, vazando baba pelos cantos dos beiços.

Este jornalisteiro aí de cima certamente deve ser lido e idolatrado por um leitor fubânico que escreveu esta frase antológica num comentário aqui no JBF:

“Os indicadores são preocupantes para o Bolsonaro, senão ele não estaria tão agressivo. Estaria nos braços de todo o povo e não só de seus apoiadores.”

Viram?

Bozó deveria estar nos braços de “todo o povo”, a totalidade da população brasileira, que tem mais de 200 milhões de pessoas.

E não apenas nos braços do gado. 

O leitor fala também em “indicadores preocupantes”.

Certamente ele deve estar se referindo aos indicadores do Datafolha.

Indicadores que deixam Bolsonaro pra lá de preocupado e sem dormir direito.

E agressivo, muito agressivo, conforme afirmou nosso leitor.

Está tão agressivo que ontem chegou ao ponto de se amontar em cima dum cavalo, só pra humilhar e debochar do eleitorado de Lula.

E tem mais: sem máscara. No meio do povo.

Levando o perigo de contagiar a multidão com o vírus patada-vid-19.

Vôte!!!

E, já que falamos em cavalo, vamos fechar a postagem com uma moda de viola pra alegrar o nosso domingo!

A dupla João Neto e Frederico interpretando a composição Cavalo Enxuto.

6 pensou em “OS JORNALISTEIROS DA GRANDE MÍDIA BANÂNICA

  1. Prezado Berto

    Agradeço a citação de meu comentário.

    E bem falei “seus apoiadores”. Ví hoje uma foto (que não sei se é verdade) mostrando gente com a bandeira do Brasil nos ombros em um churrasco na via pública, e o texto dizia “acampamento bolsonarista em Brasília: rango + ônibus + 150 reais por dia”. Claro que sem comprovar não posso dizer se é verdadeira. Mas está circulando

    Conforme disse, as eleições são em 2022. Tudo pode mudar até lá, mas, espero uma terceira via.

    Abraços

    • Caro Hipólito.

      Se v. vê uma notícia circulando e não sabe se é verdade, eu entendo que v. deveria deixar se provar primeiro antes de fazer qualquer menção a ela.

      Tá parecendo coisa de pessoa mexeriqueira, daquelas que diz: “olha, eu ouvi dizer, não sei se é verdade, mas é só o que se fala que fulano anda comendo a fulana….”.

      Aqui é um local sério, onde mexeriquices são tratadas como coisa de Candinha.

      Tá igual aquele outro seu comentário sobre ouvir dizer, não sei se é verdade, que Bolsonaro fraudou 4 votos impressos na eleição de 1990. Em 1 minuto de pesquisa no google, vi que era mentira.

      Quanto às referências do Berto, se ele não quiser citar seu nome, é uma deferência, coisa de quem diz o milagre e não diz o santo. Pessoas sérias fazem isso.

      Abraço

  2. O pessoal ainda acredita nas pesquisas, por mais metódicas que sejam ainda caem em viés político, primeiro: quem compra a pesquisa quer que seja do seu jeito, segundo:como é feita a seleção dos entrevistados.
    O poderdata360 pelo menos joga uma luz sobre esta metodologia. Da mesma forma que esclarece gera muitas dúvidas sobre a manipulação, vejam como é feita a seleção das entrevistas:
    “Para chegar a 2.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.”
    https://www.poder360.com.br/poderdata/lula-e-bolsonaro-empatariam-no-1o-turno-com-32-cada-um-diz-poderdata/
    Com isto podemos perguntar:
    Como são selecionados os “encontrados”?
    As respostada dos que não foram selecionados também foram tabuladas? Podem mostrar?
    Quem faz a seleção?
    A seleção é feita pelo perfil da pessoa antes do pesquisador saber a opinião do entrevistado?
    Quando dois entrevistados tem o mesmo perfil mas responderam de forma antagônica qual deles é o que será tabulado?
    Se as ligações são aleatórias então por que selecionar?????

  3. Estes 49% só mostram quão valida é a pesquisa Datafolha . O Lula não ganha por mais de 55% as eleições , contra 29 do Bolsonaro .

Deixe uma resposta