14 pensou em “NA MOSCA!

  1. Deveria estar no Aurélio , Houaiss, Michaelis !. Se bem que já está no melhor : Dicionário da Besta Fubana , onde se aprende de fato o significado das coisas.

  2. Movimento estudantil é sobre estudantes que nunca estudaram.

    Intelectuais de esquerda é sobre pessoas que filosofam sobre a miséria sem nunca ter vivido no meio do povo.

    Padre de passeata são aqueles religiosos que cultuam o comunismo sem entender que o comunismo é ateu.

    Artista de esquerda é aquele que diz que cultura é fundamental para o povo e só se apresenta para a elite classe média, além de se sustentar com subsídios do governo.

  3. Meus caros dois irmãos, João e Joaquim, não necessariamente nessa ordem, Franciscos: Essa publicação da Ana Páula (@kapitu_rebelde)poderia ser engraçadinha, mas nem isso é, porque quando o humor estupra a realidade o sorriso fica amarelo.
    Especialmente, vinda de uma mulher, a condenação do feminismo soa estranho, revela uma pessoa do sexo feminino tão atrelada à visão direitista do mundo, conservadora e retrógrada, que, sendo mulher, repudia a luta de mulheres (e de homens) pelo aprimoramento e ampliação do papel e dos direitos das mulheres na sociedade.
    Isso é lamentável e Ana Paula representa as mulheres que deixaram de lado a visão favorável ao avenço das mulheres pela igualdade relativa dos seus direitos no mundo.
    Quanto às demais frases dela pretensamente inteligentes, a respeito de socialistas e sindicalistas, que ela espera possam ter ajudado em alguma coisa, asseguro que não ajudaram em nada, porque são ocas e vazias, pois não é verdade que socialistas sejam improdutivos, nem que sindicalistas não trabalhem – essas são falácias cruéis criadas para deturpar a realidade e convencer as pessoas de que mentiras são verdades.
    Assim, também, as afirmações de João Francisco, que carecem de fundamento, são apenas frases cunhadas pelos que odeiam a conscientização e a atividade política dos estudantes, abominam os intelectuais que pensam a cutura sob o foco da Justiça Social, detestam os padres que se voltam também para a luta preferencial pelos pobres e, afinal, acreditam que arte boa é aquela que não contesta e nem se lança à vanguarda.

      • Praça.

        … mas…

        1) Grupo faz protesto contra o racismo após ofensas à prefeita negra eleita em Bauru
        Ato foi realizado pelo Conselho da Comunidade Negra de Bauru no calçadão da Batista de Carvalho. Nesta semana, suspeito de comentários racistas contra Suéllen Rosim (Patriota) foi identificado pela polícia.
        https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2020/12/05/grupo-faz-protesto-contra-o-racismo-apos-ofensas-a-prefeita-negra-eleita-em-bauru.ghtml

        2) Agente provocador: A manifestação aconteceu três dias depois que a Polícia Civil identificou o autor das ofensas racistas contra Suéllen nas redes sociais. Segundo o delegado Eduardo Herrera dos Santos, o suspeito é um homem negro que informou que queria despertar uma discussão sobre “racismo velado”.
        O homem de 37 anos, morador de Bauru, foi liberado depois de prestar depoimento e está sendo investigado pelo crime de injúria racial.

        3) A prefeita Suellen não poderia ser atacada por racistas, por ser negra, por esquerdistas, pois uma das bandeiras radicais das esquerdas é a luta contra o racismo. Se um esquerdista fez isso (já se viu que alguém que fez os ataques era um negro…) ele não é esquerdista de verdade, está infiltrado nas esquerdas e deve ser escorraçado das esquerdas.

        4) Ataques racistas são, em geral, coisas da direita, historicamente e ainda hoje, do tipo pesando arroba e não servindo nem para procriar.

        5) Algxumas mensagens que atacavam a então candidata Suellen, eleita, faziam ao mesmo tempo apologia a outro candiato o Dr. Raul, do Partido Democratas, considerado de centro-direita…

        6) Por aí vai, Praça: dá uma olhada geral no noticiário, deixe de lado as manifestações das redes sociais que, frequentemente, apenas expressam os sentimentos próprios dos que se manifestam, e procure as fontes verdadeiras, confiáveis.

  4. ANA PAULA, concordo com você em Gênero, Número e Grau. Você atirou no alvo. Deve ter desgostado algum marxista davida por aí afora. PARABÉNS.

  5. Estou surpreso com os comentários! Tanta riqueza, tanta profundidade, a referência a marxistas, então, me deixou boquiaberto! Não sei o que dizer! Pessoas passeando, bois voando, iodeologias de gêneros, de números e degraus, feministas convocadas para defender a Suellen por ser bolsonarista… perdi as palavras, encostaram-me na parede, não há como replicar. Beijo na bunda de todos.

Deixe uma resposta