JOSÉ RAMOS - ENXUGANDOGELO

Maurino acompanhado do tutor à espera da nave

Sniff, sniff, sniff!

Neste mundo que vivemos nos dias atuais, estamos entregues às incertezas. Uma certa OMS (Organização Mundial da Saúde) não sabe sequer para que existe, muito menos quais são suas tarefas além da “cagação” de bolotinhas caprinas. Diz hoje, amanhã desdiz.

Pois, ontem, no exato momento em que o STF, em decisão monocrática do bebedor de whisky determinava um alongado prazo de 48 horas para que Jair Messias Bolsonaro resolvesse a escassez de chuvas no Brasil, capaz de provocar novas queimadas nas águas dos rios Negro e Amazonas, o JBF, aparentado mais próximo do STF perdia um dos mais importantes colaboradores.

É! Maurino Júnior, “go home”!

A partida, um pouco parecida com fuga, não foi das entranhas de Spielberg. Foi do cafofo do “Cabaré do Berto”, até quando não se sabe, gerenciado por professor Assuero, filho da quarta geração do Mestre Yoda.

Lágrimas! Muitas lágrimas!

Até deu pra gente escutar um aboio vindo das Ipueiras, gritado por Dalinha, quando pescava tilápias na beirada do açude com isca de minhoca:

– Eeeeuuu achooo ééééé pooouuuco!

Maurino conduzindo a bike a caminho da “naveporto”

Por mais incrível que possa parecer, os meios de comunicação “fora do planeta Terra” funcionam às mil maravilhas, e quem os administra sequer pensa em privatização. Tá tudo nos trinques.

Afirmo isso por experiência própria. Ontem, estava eu observando no circuito fechado a minha criação de camelos de três corcovas, quando a campainha tocou. Era um “mensageiro” vestido de Homem Aranha, que veio entregar uma correspondência com embalagem diferente. Recebi, pois veio endereçada à mim. Observei o remetente.

Com certeza nenhum de vocês vai acreditar. Era a primeira missiva de Maurino Júnior neste primeiro semestre de 2021. Está morando na estrela Sírius, onde abriu uma bodega (filial) em parceria com Jessier Quirino.

A nave que “sequestrou” Maurino pousando em Palmares/PE

Na bodega, afirma Maurino, é claro que estão à venda pendrives com todos os shows de Jessier e CDs de Xico Bizerra – DETALHE: lá, afirma Maurino, ninguém precisa usar máscara contra o C-19, pois os hospitais de campanha que foram instalados abusaram de usar a Cloroquina. Ninguém morre por lá. Quando morre, é de morte matada ou morrida, e o legista que informar errado no atestado de óbito, nunca merecerá o beneplácito de “Boca de Priquito”.

Maurino afirma que, por lá, a alimentação é farta. Diferente da Venezuela. O futebol não existe por lá. O único “jogo” que funciona em Sírius, é a filial da Roleta do Cu-Trancado, que paga 0% de impostos e está de vento em popa, pois ninguém ganha, mas também ninguém joga.

Hoje, quando as estrelas começarem a brilhar, vou tentar me comunicar com Maurino Júnior através dos sinais de “Libras”. Meu intérprete será aquele mesmo que trabalha com Bolsonaro. Ganhou o cargo, depois que “mandou todo mundo à puta que pariu”, numa recente live presidencial.

Maurino usa um super telescópio fabricado em Oeiras, que foi enviado para ele por Cícero Tavares.

14 pensou em “MAURINO JÚNIOR “GO HOME”

    • Maurino: filho, abraço recebido. Nossa amizade continuará vivendo nas estrelas. Gostei da palestra – pena que, na prática não tenhamos muitos elementos comprobatórios. Quem estuda e pesquisa vai encontrar sempre esse tipo de dificuldade: a credibilidade. Mas, por conta da tua feiúra, eu acredito em você.

        • Assuero: feio? Não. Num é não. Ele é horrível! Parece o cão chupando manga azeda, né não?! Agora imagine, lá na estrela Sírius, aquele cabra tirando minhoca para pescar mussum!

  1. Puta que pariu!!!!!! Quase me quebro de tanto rir. Maurino, depois que mostrou o buraco negro ficou famoso até em Sirius. Abriu uma filial do Bar de Noé, de Arcoverde, visitado pelo prof. Fernando Gonçalves, mas Zé Ramos, a coisa está me cheirando a monopolio porque ele já conta com cu-trancando e aí vão criar as loterias. Não sei bem como é que fica uma roleta no buraco negro de Maurino, mas….

    • Assuero, como falam aqui no Maranhão, isso é uma verdadeira “disculhambação”! Felizmente, pudemos perceber que Maurino domina o assunto e dados importantes pinçados e apresentados foram enriquecedores. Eu não sabia do maior brilho da estrela Sírius. Os livros que estudei não ensinaram isso.

        • Assuero, a idade nos dá a experiência do viver. Pois, em menos de duas linhas tu revelaste duas coisas: que o nosso Rock Hudson mostra o “buraco negro”; e que tu conhece o Anderson do Molejo! Kkkkkkkkkk

          • Zé Ramos, devagar com o andar que o santo é barro!!!!! Esse cabra do molejo eu nem sabia onde estava.. até pensei que esse conjunto não existisse mais…. então, me exclua fora disso rs

            • Assuero, eu não te incluí em nada. Você que citou o cara! Kkkkkkkkk. Façamos o seguinte: deixe o cara pra lá, que eu também nem sabia que existia, e aproveite para tapar o buraco negro de Maurino. Somos adultos e inteligentes e eu, assumo que, atrás de você sou um velho jegue!

Deixe uma resposta