CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Prezado Editor,

na minhas buscas por talentos para engrandecer o Cabaré do Berto, descobri uma poetisa mineira chamada Maria Francisca Leite e gostaria que essa gazeta escrota publicasse esse poema de sua autoria.

Obrigado e abraços.

VALSA NA LUA

Dei um mergulho no sol,
Viajei entre as nuvens
Me molhei na chuva,
Fui marinheira sem saber navegar.
Fui rainha sem coroa
Fui guerreira sem espada
Vivi em castelos de areia,
Em meu reino encantado.
Com sapato de cristal,
Dancei uma valsa na lua
De mãos dadas com as estrelas
Com a tal felicidade.
Hoje danço descalço sozinha na chuva,
Com a dura realidade.
Mas …
Mas bons momentos guardei em meu coração;
Tenho Fé e esperança
Que dias melhores virão.

3 pensou em “MAURÍCIO ASSUERO – RECIFE-PE

    • Danou-se tudo. Esse corretor é foda. O cara escreve uma coisa e o fí do canço mariano coloca outra, fazendo-me repetir amanhã, por duas vezes. A culpa disso tudo é daquele verme lularápico, o luladrão.

  1. Maurino, assim é lasca!!!! até o corretor é culpa do cabra? Ele roubou as letras? Divulgo amanhã a palestra porque estou ainda nos finalmentes…

Deixe uma resposta