CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Ilustre Editodos,

o Cabaré do Berto abrirá as suas portas hoje, das 19h30 às 20h30, tendo como convidado V.Sa., Luiz Berto, para falar de Cu Trancado.

Explicando melhor aos incautos: não é o cu do palestrante que está trancado e sim, o dono de uma roleta em Palmares que quem ganha perde e quem perde ganha.

Mas, a bem da verdade, nosso prezado editor Luiz Berto tem tantos personagens retratos nos seus livros que pode ficar a vontade para falar de todos eles.

De Cu Trancado, ou aberto, com sua famosa roleta.

Convidamos também Noé para nos ensinar como fazer arca e andar tranquilo pelas ruas do Recife. Para ter uma ideia, aqui tem rua que o cabra tá passando com água no pescoço.

Mas, vamos juntar a patota novamente, trazer alegria em 2022 com esse encontro cultural onde se fala de tudo, até mesmo do cometa Leonardo.

Convide aos cabarelistas anunciando no JBF, o jornal mais lido do que sermão em igreja, mais comentado do que a vida da vizinha, mais desejado do que mega sena acumulada.

Totalmente grátis a entrada.

Para acessar basta clicar aqui.

E vamos nos divertir, jogar a tristeza no lixo e falar de cultura!.

Até lá.

R. Meu caro, eu sou um cabra disciplinado.

Cumpro direitinho as tarefas que recebo do meu gerente.

De modo que estarei hoje, às sete e meia da noite em ponto, no nosso cabaré, competentemente administrado por Vossa Sinhoridade.

Você falou no meu querido amigo Cu Trancado – o marreteiro que banca uma roleta na feira de Palmares -, e a saudade me bateu.

Faz tempo que não vejo ele.

Pra quem não conhece, Cu Trancado está na foto abaixo, do lado direito, olhando sisudo e compenetrado pra câmera, enquanto Aline tirava o nosso retrato:

Além da roleta, tem também baralho e bozó pra arrancar o último vintém do bolso dos viciados.

A patota está ao redor. E eu apareço no centro, apostando, já sabendo que vou perder, pois ali num tem quem ganhe nem com a bixiga lixa, a gota serena ou a febre do rato!!!

Ganha uma, perde seis.

É assim a lei da roleta de Cu Trancado.

Apois tá certo, meu amigo.

Estarei logo mais no nosso cabaré com muito prazer.

Conversar miolo-de-fossa, despejar besteira, espalhar lero-lero,  encher linguiça, chover no molhado, peidar asneiras, ensacar fumaça, descascar abobrinha e azeitar o eixo do sol é comigo mesmo.

Até mais tarde!

4 pensou em “MAURÍCIO ASSUERO – RECIFE-PE

Deixe uma resposta