DALINHA CATUNDA - EU ACHO É POUCO!

É mais ou menos assim
A história que ouvi falar
Maria Preá e o Padre
E um sacristão singular

Eu conheci um vigário
Comedor de periquito
Desrespeitava a batina
Ninguém achava bonito.

E pelo seu sacristão
Um dia ele foi flagrado
Quase perdeu a razão
Ficou desorientado.

O sacristão sem escrúpulos
Danou-se a chantagear
O vigário aventureiro
Que vivia a fornicar.

Porém nada como um dia
E a noite pra atrapalhar
O padre dando umas voltas
Viu o sacristão pecar.

O chantagista de quatro
Perto da cabana tosca
Numa vereda afastada
Gemia e queimava a rosca.

Foi quando ouviu um ruído
E o “Santo” padre a gritar:
Morreu Maria Preá!
E ele teve que calar

O povo diz que essa história
Se deu lá no Ceará
Eu garanto que conheço
Muitas “Maria Preá.”

2 pensou em “MARIA PREÁ VERSEJADA

  1. O chantagista de quatro
    Perto da cabana tosca
    Numa vereda afastada
    gemia e queimava a rosca
    Aqui no Jornal da Besta Fubana tem poesia !.

  2. kkkkk. Tem poesia no meu canal tamém…

    Conheça minha page: https://bit.ly/3bBmYqJ

    Humor com formato jornalístico, idealizado e executado pelo poeta [#Nô(a)h#] , Artista de rua autônomo que, por conta do toque de recolher causado pelo Corona vírus, se vê reinventando-se para uma adaptação a esta nova realidade…
    Dê uma chance a este novo youtuber e acesse o canal do Benanha: http://youtube.com/benanha , se não gostar pode xingar…

Deixe uma resposta