CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Berto, querido amigo, tenho estado ausente de manifestações no JBF, por variados motivos, mas saiba que continuo leitor assíduo da nossa gazeta, da qual também sou colunista.

Quanto às minhas produções artísticas, tenho me dedicado a um projeto literário um pouco mais de longo prazo. Qualquer hora sai uma coisa nova.

E também tenho me dedicado à música.

A partir de 2 de agosto, estará disponível nas plataformas de streaming o meu novo EP, que corresponde ao antigo compacto duplo, intitulado LEVADA ROMÂNTICA.

Assim que tiver o link para o disco e o clipe de lançamento eu lhe envio para postar na minha coluna.

Abraços!

R. Ótimo ter notícias suas, meu caro amigo e colunista fubânico.

E só notícias boas!

Seu espaço como colunista aqui nesta gazeta escrota continua firme e aguardando seus inspirados textos.

Eu e os leitores entendemos perfeitamente a trabalhadeira em que você está metido.

E ficamos no aguardo do novo disco.

Abraços e muito sucesso!

4 pensou em “MARCOS MAIRTON – BRASÍLIA-DF

  1. MMM, muito bom te ver por aqui. A gente “das antigas” faz amizades verdadeiras e aprende a sentir saudades. Não sou afeito à essa linguagem cibernética em inglês mas, se você está envolvido, com certeza é cosia boa.

    • Amizade e saudade recíprocas, José Ramos.
      Apesar do nome esquisito, essas plataformas de streaming, como Spotify e Apple Music estão possibilitando a muitos compositores expor suas músicas, sem depender de gravadoras, como antigamente. E todos os músicos que participam da gravação recebem os direitos de execução das músicas. O valor é pequeno, mas se o músico participa de muitas gravações faz alguma coisa.

      • Legal. Imagino que, no seu caso específico esse “pequeno valor” seja transformado apenas em “prazer pessoal” – pois, com certeza, a merreca é coisa eu você não necessita tanto. Mas, louvo, deve ser importante para outros que precisam.

Deixe uma resposta