3 pensou em “LAUDEIR ANGELO DELMASCHIO – VITÓRIA-ES

  1. Pois é…..

    Não vamos exagerar…….

    Pode estar gramaticalmente incorreta a formação da frase mas o sentido e compreensão estão absolutamente claros.

    O Vasco perdeu para o Sampaio Correa…

    Rsrsrsrsrs…..

  2. No meu tempo de Colégio Militar ( começei no CMC, depois CMRJ e finalizei no CMM ), aprendíamos assim: quem perde, perde algo e perde para alguém…

  3. Não conheço o autor da manchete. Provavelmente é maranhense ou, como eu, vive no Maranhão. Parece gramaticalmente incorreto – mas é exatamente como o maranhense fala. Estudei. Não sou da geração de Paulo Freire, aprendi a ler. Questão puramente local ou regional. Aqui a maioria “defende” que, falar ou escrever o “invés de”, não está correto. O correto aqui, é “em vez de”. EM TEMPO: eu, Editor da página e da matéria, escreveria: “perde para o Sampaio Corrêa”. Da mesma forma, antes mesmo dessa viadagem de “gênero neutro”, aqui todos falam, ao se dirigirem à um público, assim: “Boa noite (ou bom dia ou boa tarde) à todos e à todas”. Eu, particularmente, acho uma idiotice, pois, “todos” é todos mesmos e não apenas para os do sexo masculino. Vida que segue. Temos coisas muitos mais graves e/ou relevantes acontecendo neste país, e a gente não tira a bunda da poltrona nem larga o celular.

Deixe uma resposta