CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

A Diebold, empresa responsável pela fabricação das urnas eletrônicas usadas no Brasil, 450 mil no total, uma das principais fornecedoras de equipamentos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) graças a seguidos aditivos contratuais, vai ser obrigada a pagar multa de quase US$ 50 milhões nos Estados Unidos, por determinação do Departamento de Justiça, por subornar funcionários na Rússia, na Indonésia e na China e fraudar programação das urnas eletrônicas e de caixas eletrônicos.

Leia matéria completa clicando aqui.

1 pensou em “JOSÉ ROBERTO – SÃO PAULO-SP

  1. Mas aqui não acontece nada, pois o Ministro Barroso já garantiu que neste país não há corrupção e as urnas são invioláveis.

Deixe uma resposta