JOÃO FRANCISCO – RIBEIRÃO PRETO-SP

Caro Berto, bom dia!

Tenho participado como leitor e comentarista desta Gazeta já há alguns anos e com o maior prazer.

Aqui tem de todo o tipo de informações: política, assuntos do cotidiano, cultura, diversão, etc.

Como v. diz tem de tudo e mais um pouco. A gazeta é plural e jamais impôs restrições a quem quer que seja e tem que ser assim, democrática.

Ocorre, que na área de cometários aparecem pessoas como o tal “Power Guido”, que resolveu dar pitacos na coluna do chargista Sponholz quando da morte da menina Ágatha.

Cada um tem o direito de dizer o que quiser, porém eu fiquei muito puto com o desrespeito da alcunha, que para mim foi um escárnio com o cadáver da menina.

Nos comentários da coluna do Goiano vez por outra aparecem codinomes estranhos formando cacófatos infames, então eu logo associei estes ao Goiano.

Como v. confirmou que o tal Power Guido não era ele eu fiquei muito envergonhado do meu erro de julgamento, e pedi desculpas, o que já manifestei de pronto na coluna do Goiano de hoje.

Agora, eu entendo que o uso de codinomes com cacófatos empobrecem muito o debate na área de comentários desta gazeta, que repito, são na maioria das vezes em alto nível.

Jamais eu pediria para v. fazer mediações de comentários antes da publicação, porém saiba que eu também não gostaria que a coisa descambasse para a baixaria intelectual do nível verificado na coluna citada.

Brincadeiras são legais, bem como o “bulling” sadio no Goiano e os esquerdistas, mas temos que os chamar de “feladaputas” com respeito.

Deixo aqui meu desabafo com um cordial abraço e peço desculpas mais uma vez pelo julgamento precipitado e equivocado que fiz ao Goiano, o que me deixou muito chateado.

Deixe uma resposta