CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

NÓS DE CÁ, VOCÊS DE LÁ

Quando os eleitores, por meio do voto, fazem dos políticos seus procuradores isso significa dizer que estes podem tudo, inclusive classificar os brasileiros em categorias de cidadãos, de primeira e segunda classe?

Onde está a licença que fez os políticos imprimirem na constituição um foro judicial exclusivo para os portadores de nomeada já que o rebanho brasileiro tem a mesma dignidade independente da sua condição social, da sua situação econômica, da sua raça, da sua cultura, da sua religião?

Como é possível manter os brasileiros lustrados de civismo quando se tem um foro especial absurdamente desrespeitoso, que apequena os demais filhos da Pátria?

Se todos fossem iguais perante a lei não existiria esse odioso foro especial por prerrogativa de função. Se não sabem os nobres políticos (divorciados da vontade popular) então que perguntem aos lares, aos bairros, às cidades, ao País e saberão que os tributários brasileiros deploram esse apartheid: nós de cá, vocês de lá.

Nesta data máxima do civismo, 7 de setembro, conclamo os representantes do povo e dos estados a interpor medidas que visem pôr a rasoura a essa odiosa desigualdade, restauradora da face da monarquia.

Deixe uma resposta