DEU NO TWITTER

* * *

Esse Leandro tá por fora das coisas.

É completamente furada esse afirmação de que o “comunismo reemerge” como ameaça global.

Segundo o Cientista Político Ceguinho Teimoso, especialista fubânico neste assunto, o comunismo não existe mais.

Ceguinho já repetiu isto dezenas de milhares de vezes aqui no JBF.

Quem vive usando a palavra “comunismo” pra fazer medo e ameaça, está totalmente por fora da realidade.

Quando muito, existe esquerda.

Comunismo não tem mais, garante Ceguinho.

10 pensou em “ISSO NÃO EXISTE MAIS

  1. Nós temos aqui no Brasil um Partido Comunista do Brasil (PCdoB), de tenência Stalinista Maoísta (pesquisem para saber quem são os genocidas), cujos líderes são responsáveis pelas dezenas e dezenas de milhões de mortes.

    Temos também um partido que defende socialismo e Liberdade (PSOL). Uma contradição ambulante, que p. ex., defende ardorosamente o aborto até o nascimento e fica indignado quando falta oxigênio para crianças recém nascidas em UTI neonatais.

    Por último, mas não menos importante o Partido dos Trabalhadores (PT), que foi fundado por uma elite intelectual mistura de USP com padres da Teologia da Libertação. Com apoio do Golbery, fundaram o partido arrumando um capacho de empresários que vendia greves par o liderar (sim, Ele mesmo).

    Hitler, perto destes “humanistas” era um menino birrento.

    • Bobajada do Leandro Ruschel, do Editor deste JBF, do João Francisco e não sou eu quem diz.
      Guilherme Russo: “(…) não importa exatamente o que o comunismo realmente é ou quais são as chances de um regime comunista ser implementado. O importante é associar o meu oponente a esse termo que, na cabeça do eleitor, implica coisas ruins. É uma prática de propaganda negativa que tende a funcionar se o eleitor tem crenças negativas em relação ao termo “comunismo”.
      Escritinho o que faz com muito sucesso Jair Messias Bolsonaro com sua boiada.

      E por falar em bobajada, dizer que o PT foi fundado pelo apoio de Golbery é uma simplificação maluca:
      Em 1974 Golbery do Couto e Silva, no governo Geisel, tornou-se chefe da Casa Civil da Presidência da República, cargo que manteve com a posse do novo presidente, João Figueiredo.
      Ali teve influência no nascimento dos novos partidos.
      Foi ele quem excogitou e idealizou a reforma partidária de 1979.
      Nasceram ali, além do PDS que sucedeu à Arena, o PMDB liderado por Ulysses Guimarães, o PT por Lula, o PP por Tancredo Neves, o PTB, previamente entregue a Ivete Vargas pelo próprio chefe da Casa Civil, e o PDT de Leonel Brizola.
      O propósito era dividir a oposição, unida debaixo da sigla do MDB.
      Consta que ele conseguiu o seu intento.
      Sabendo disso, ver alguém dizer que o PT foi formado com o apoio do Golbery é de amargar.

      Agora, os crimes do comunismo: Adônis quer pôr no banco dos réus Che Guevara, Fidel Castro, Mao Tse Tung, Lenin, Stalin, Marx, Marighela, Prestes, Jesus Cristo…

      • Goiano, afinal existe ou não um Partido Comunista do Brasil – PCdoB com inspiração Stalinista?

        Existe ou não um Partido Socialismo e Liberdade, uma contradição por si só?

        Foi Golbery que excogitou, inventou, idealizou a multipartidarismo do qual surgiu o PT. Isso não significa dizer que ele apoiou o surgimento do partido?

        Foram ou não as elites intelectuais da USP e padres da TL que fundaram o PT?

        Não vi contradita ou invenção no que eu disse.

        Por último, quem é Guilherme Russo na fila do pão?

        • Sem contar o número crescente de simpatizantes de Xi…Foi Napoleão Bonaparte quem um dia disse: “Quando a China acordar, o mundo tremerá”. O dragão vermelho acordou e está faminto. Já está a tremer o Ocidente. O mundo treme e está a por-se de joelhos…Inicei neste janeiro meu curso de mandarim. Fica a dica..É isso e mais nada que se me oferece dizer.

          • Sancho, a China não foi capaz de manter o comunismo em seu território, porque haveria de impor o comunismo ao mundo?
            O “perigo chinês” está dentro do capitalismo: a China ameaça tornar-se o país capitalista mais poderoso do mundo, de modo que quem está subordinado economicamente aos mais poderosos hoje poderá estar subordinado economicamente à China no futuro.
            E em meados de 2018 Jair Messias Bolsonaro e seus Zeros já arrumavam encrenca com o maior cliente do Brasil, com suas um bilhão e quatrocentos milhões de bocas a alimentar – a China.
            Burrice tem hora e tem seguidores, que o elegeram presidente da república.
            Agdora, essa frase de Napoleão aí… há duzentos anos atrás? A transformação da China em comunista tem lá seus 70 anos e seu florescimento capitalista tem seus 45 anos… Acho que nada a ver com o que Napoleão pensou a respeito.
            O medo do comunismo é um medo bobo, eles estão lá, em Cuba, na Coreia do Norte e muito esfarrapado na China; por aqui, nem sombra, só para o gado de Jair Messias Bolsonaro que se assombra com as ameaças que ele inventa.
            E Jair Messias Bolsonaro ainda chama de maricas quem tem medinho de Coviud 19…
            Haja reticências…

        • João Francisco

          Primeiro, segundo o Currículo Lattes, Guilherme Russo possui graduação em Ciências Políticas pela Delta State University e doutorado em Ciências Políticas pela Vanderbilt University. Trabalhou como assistente de pesquisa no Projeto de Opinião Pública da América Latina (LAPOP) e como pesquisador associado no Pew Research Center. Atualmente é pesquisador no Centro de Política e Economia do Setor Público (CEPESP) e professor-tutor na Escola de Economia de São Paulo (EESP) da Fundação Getulio Vargas (FGV). Suas principais áreas de pesquisa são comportamento político e eleitoral, com ênfase na América Latina e Brasil.

          Assim, sua análise, merecendo, como tudo neste mundo, contestações, também merece respeito.

          Isto é: quer contraditar? a palavra está aberta.

          Mas vem quente.

          Segundo, o País, quando Golbery do Couto e Silva cuidou de abrir, era porque ou abria ou rechava. Tu não és desse tempo, criança, não sabes dessas coisas que eu vi e vivi.

          Lá se iam quinze dos vinte anos de ditadura, ninguém aguentava mais (a não ser, claro, aqueles para os quais nem tchum, não se lhes dava se a censura à imprensa não deixava que ela falasse e se as pessoas corriam o risco de pensar e falar o que não deviam – já informei que fui a São Paulo no Dops soltar um prisioneiro com alvará de soltura na mão e cortando fininho, porque se sabia que os advogados dos presos e perseguidos políticos eram considerados criminosos também…) e os militares já procuravam uma saída honrosa.

          Atividades, como a de Golbery, não eram de apoio, os militares, inclusive ele, não gostariam de entregar a rapadura, e a criação dos partidos não foi um “ato de apoio”, como crês, melhor diria que foi um parto, a criança tinha de nascer.

          Por isso, a contradição é total: Acreditas que Golbery resolveu democratizar o País, acabar com a ditadura, e decidiu que era hora de criar os partidos e deu o maiorrapoio… Huuummm… Por ele, se não fosse a pressão pelo fim da ditadura (que ele teve o mérito de reconhecer que tinha de entregar a rapadura naquele momento) estaríamos em regime militar até hoje, ele que foi um dos artífices do SNI – o famigerado Serviço Nacional de Informação.

        • Ainda João Francisco,

          sim, existem partidos comunistas no Brasil e essa é uma contradição do regime democrático, porque a nossa Constituição não permite que o regime comunista se instale aqui, nem mesmo pelo voto, de modo que ainda que o presidente da república seja comunista e eleito por algum partido comunista ele não poderá instaurar esse regime.
          Aúnica forma, atualmente, de o Brasil se tornar comunista é mediante uma revolução que derrube todo o sistema, inclusive a Constituição, que garante, dentre outras coisas (e principalmente!), a propriedade privada.

          Quanto à contradição entre comunismo e liberdade, ela é uma contradição pontual, não ideolõgica, ou filosófica. Mas isso é papo para laudas.

          • Tá, Goiano, o Russo tem um currículo extenso na área de ciências políticas. Eu pergunto, e daí? Isso não o faz melhor do que ninguém para falar de comunismo. A falácia do argumento de autoridade não cola comigo.

            Sou do tempo do Golbery sim, apesar de ser muuuito mais novo que v.

            Golbery permitiu que o PT fosse criado, mas não o incentivou? Senão rachava o quê, cara pálida?

            Vamos ficar assim:

            Existe um partido Comunista no BR, um Socialista e um de trabalhadores criado pelas elites da USP e Padres da TL. Mas eles não querem a ditadura, pois a nossa constituição, aquela que o PT não referendou, não permite.

            Também existem Coelhinho da Páscoa, Chapeuzinho Vermelho, Saci Pererê e esquerdista confiável.

  2. O articulista acima chegou atrasado.

    Fazem já alguns anos que venho defendendo um “Tribunal de Nuremberg” para os comunas.

    Quem acompanha as minhas colunas no JBF é testemunha disso.

    P.S. E sem aceitar a desculpa esfarrapada de que “Estava apenas cumprindo ordens”. Vai para a guilhotina do mesmo jeito.

Deixe uma resposta