DEU NO JORNAL

Um bando de ativistas quer levar a uma repartição da ONU “documento” acusando o Brasil de “política de extermínio”, na pandemia.

Para esses porraloucas, à qual a chilena Michelle Bachelet ofereceu palco, não fosse Bolsonaro o presidente, ninguém teria morrido de covid no Brasil.

* * *

A palavra “porralouca” foi insuficiente nessa notícia aí de cima.

Tem mais uns outros treze adjetivos que poderiam ser usados com muita precisão pra se referir a esses filhos das putas.

3 pensou em “INTERNACIONALIZANDO A BABAQUICE

  1. Essa tal de onu(em letras minusculas mesmo) é aquele puxadinho do pt que é usado como disfarce para o bandido mór se passar pela alma mais honesta do Brasil?
    Quando jovem, eu via a sigla ONU como o orgão mais importante do mundo na luta contras as desigualdades,mas no fundo não passam de um bando de hipócritas a serviço deles mesmo, e nem precisa de muito esforço para ver isso, é só ver para onde corre o rato ptista e sua corja quando querem se passar por honestos e ilibados, coisas que não são.

  2. ONU hoje é um antro de comunistas e socialistas. A China manda lá. Esta maluca Bachelet arranjou uma “boquinha” lá pois teve que fugir do Chile após seu péssimo governo naquela país.

  3. O BR hoje é o 3º país que mais vacina no mundo (perde para a China e a índia, ambos com 1,4 bi de habitantes). Tem um número de mortes por milhão de habitantes equivalente a países da UE e EUA.

    Só Bolsonaro tem culpa pelas mortes aqui. Eita narrativa furada.

Deixe uma resposta