A PALAVRA DO EDITOR

Na última quarta-feira, 24, aconteceu mais uma reunião semanal da patota fubânica.

Foi naquela zona escrota que o cafetão e administrador, o colunista Maurício Assuero, batizou de “Cabaré do Berto”.

Pois na última assembleia carabarelística, a conferencista foi a talentosa poetisa potiguar Aída Faria, autora de vários cordéis e uma figura humana fantástica.

Ela encantou toda a plateia e a participação dos presentes foi intensa.

Foi uma risadagem do começo ao fim!!!

Quem quiser rever, é só clicar aqui e acessar o vídeo editado pelo fubânico Neto Feitosa.

Pois durante a reunião, pra minha surpresa, Aída declamou um poema em cordel que ela fez inspirado no meu livro de crônicas “A Prisão de São Benedito e Outras Histórias”, já em sexta edição e publicado pela Editora Bagaço.

Este que está abaixo transcrito, numa montagem que me foi enviada por Maurício Assuero:

Gratíssimo pela excelente surpresa que você me proporcionou, minha cara Aída.

Saiba que é um privilégio contar com uma leitora do seu quilate.

Continue fazendo sucesso e apareça sempre no nosso cabará semanal.

Capas da terceira e da sexta edição de “A Prisão de São Benedito”

2 pensou em “HOMENAGEM A SÃO BENEDITO

Deixe uma resposta para Aida Maria de Faria Cancelar resposta