CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

NO BOTEQUIM DA ESQUINA

No batente um pirangueiro
Logo depois da oitava
Vomita um prato de fava
Na frente do bodegueiro.
Numa mesa um cachaceiro
Passa a mão numa menina
Chega a policia e buzina
O venderão se aborrece
De tudo isso acontece
No botequim da esquina

Afogando o seu desgosto
Um tocador enche a cara
Enquanto o garçom prepara
Um peba pra tira-gosto.
Um pinguço mela o rosto
Chupando uma tangerina
Enquanto uma cafetina
Sua menina oferece
De tudo isso acontece
No botequim da esquina

Um sujeito embriagado
Procurando confusão
Cospe no pé do balcão
Querendo beber fiado
Outro que vem do mercado
Chega fedendo a urina
Reclama da sua sina
Toma uma e adormece
De tudo isso acontece
No botequim da esquina

Um menino tange um gato
Que pula em cima da mesa
Outro pagando a despesa
Tangendo as moscas d’um prato
Um doido todo gaiato
Limpa a boca na cortina
Depois que a farra termina
Velhaco desaparece
De tudo isso acontece
No botequim da esquina

1 pensou em “HÉLIO CRISANTO – SANTA CRUZ-RN

Deixe uma resposta