PEDRO MALTA - A HORA DA POESIA

Haverei de te amar a vida inteira.
Mesmo unilateral o bem querer,
é forma diferente de se ter,
sem nada se exigir da companheira.

Haverei de te amar a vida inteira,
(não precisa aceitar, basta saber),
pois amor que faz bem e dá prazer
a gente vive de qualquer maneira.

Eu viverei de sonhos e utopias,
realizando as minhas fantasias,
tornando cada qual mais verdadeira.

Eu te farei presente em meus instantes.
Supondo que seremos sempre amantes,
haverei de te amar a vida inteira.

Ronaldo José da Cunha Lima, Guarabira-PB (1936-2012)

1 pensou em “HAVEREI DE TE AMAR A VIDA INTEIRA – Ronaldo Cunha Lima

Deixe uma resposta