DEU NO JORNAL

Leandro Ruschel

Enquanto está na presidência um duplamente condenado pelo maior escândalo de corrupção da história, que visava financiar um projeto totalitário de poder continental, até ser descondenado pelos seus aliados no Supremo, Bolsonaro é alvo de acusações por tentar vender presentes pessoais, que ao final foram devolvidos, ou falsificar um cartão de vacinação, apesar de publicamente admitir não ter se vacinado.

Além disso, é alvo de acusações por uma suposta tentativa de “golpe” que nunca ocorreu.

É uma chacota.

A verdadeira Justiça é aplicada de forma uniforme. O que vemos é o oposto: indivíduos de esquerda são protegidos sistematicamente, independentemente dos crimes cometidos, enquanto seus opositores são perseguidos mesmo sem terem cometido crime algum. O simples fato de expressar uma opinião é suficiente para ser censurado e preso.

Diariamente, somos confrontados com a liberdade de corruptos como Cabral e Dirceu, que estão livres apesar de múltiplas condenações, enquanto velhinhas são condenadas a 17 anos de cadeia e presas por invadir prédios públicos durante protestos.

É preciso um alto grau de ignorância ou desonestidade para apontar o dedo para Bolsonaro enquanto a oligarquia corrupta do Brasil continua a consolidar seu poder totalitário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *