CÍCERO TAVARES - CRÔNICA E COMENTÁRIOS

É O MAIOR FILME DE FAROESTE DO SÉCULO XX

Cena operística do enforcamento do irmão de harmônica, dirigida por Leone Sergio

Lançado há mais de 50 anos, ONCE UPON A TIME IN THE WEST, dirigido pelo maior diretor de filmes de faroeste do Século XX, Sergio Leone, continua a provocar impactos sensoriais nos aficionados do gênero western como algo sobrenatural, revolucionário, somado à magnânima trilha sonora do gênio Ennio Morricone.

Não é para menos. Para provar os feitos cinematográficos de ERA UMA VEZ NO OESTE, seguem vários comentários extraídos do YouTube durante esses anos feito por todos os fãs que amam esse épico operístico. Senão vejamos os comentários abaixo pinçados do canal:

“Filme impecável, atores impecáveis, trilha sonora e produção incríveis. Henry Fonda e Charles Bronson são atores de níveis estratosféricos. Quem não assistiu não sabe o que está perdendo…” Bruno. Comentário feito há 11 meses atrás.

“Que filme!!!! São 2hrs e 47 minutos que parecem 50 minutos de tanto que o filme prende vc, simplesmente meu filme favorito.” Vinícius Lemos de Paula. Comentário feito há 1 ano atrás.

“Maior clássico de todos os tempos, jamais existirá algo igual, maestria de Sérgio Leone com trilha de Ennio Morricone.” “Besta.” Luciano Carvalho. Comentário feito há 2 anos atrás.

“Henry Fonda branco de olhos azuis como vilão. Charles Bronson, o índio mestiço como herói! Esse filme e uma obra de arte!” Alécio Barbosa. Comentário feito há 1 ano atrás.

“Melhor western de todos os tempos!! A história, o elenco – só feras, e ainda uma lindíssima Claudia Cardinale!!! A ambientação do filme, retratando um oeste sujo e de homens sujos e empoeirados. Obra de arte do cinema!!! Tempo em que o cinema Italiano era um dos melhores do mundo!!!” Cláudia Papini Ayala. Comentário feito há 11 meses atrás.

“Parece um balé, um desfile de moda, uma ópera filmada. Obra de arte barroca de um verdadeiro gênio. Leone reinventou o cinema e é com certeza o pai do cinema moderno. O cinema atual tem o seu close. Todos o imitam, até inconscientemente. Nós imitamos os personagens de seus filmes. Nós imaginamos sendo eles, maiores que a própria vida.” Aprígio Alves de Oliveira Filho. Comentário feito há 8 meses atrás.

“Simplesmente uma obra de arte. O melhor western já feito. Incrível!!” Mariana Nascimento Rocha. Comentário feito há 1 ano atrás.

“De las mejores películas, que he visto en mi vida, y además hecha en España, Claudia Cardinale una Belleza.” Francisco González. Comentário feito há 2 anos atrás.

“Já perdi as contas de quantas vezes vi este filme. Atuações espetaculares e o jogo de câmera mostrando os atores reais e com as rugas é simplesmente fantástico!!” – Brilha linda flor. Comentário feito há 2 anos trás.

“Na boa. Como pode existir uma cena com um diálogo tão bom sem que os atores abram boca? A fala vem pelos olhares, pela fotografia e lógico pela trilha sonora.” Alexandre Lopes Oliveira. Comentário feito há 1 ano atrás.

“À época, os executivos da Paramount, ao tomarem conhecimento do elenco, direção, produção executiva, trilha sonora e etc…, definiram a obra como: “Era uma vez no Oeste será mais que um Clássico, será: Uma ópera em movimento” Décadas depois, sabemos o quanto isso é verdade!!!!!!” – Max C. Rockatanski. Comentário feito há 2 anos atrás (editado).

“Já vi 4 vezes essa obra magnífica em se tratando de faroeste. Charles Bronson, Henry Fonda, a estonteante Cláudia Cardinale e Jason Robarts, nunca mais veremos um filme desses tão marcante pra quem gosta do gênero. Espetacular.” Eliomar Santos Pereira. Comentário feito há 2 anos atrás.

“O ponto alto desse espetacular filme! O duele final, entre Frank e harmônica… Desde garoto, ele esperou pela oportunidade, de vingar a morte de seu irmão, que Frank enforcara, colocando-o sobre seus ombros… E ainda lhe enfiou a gaita entre os dentes… Masm o personagem de Charles Bronson, lhe deu o troco, fazendo o mesmo, quando este estava já moribundo…” Spartaco Massa – comentário feito há 7 meses.

“Sensacional……Magnifico…..filme……trilha sonora……atores de primeira ……Charles Bronson……..Henry Fonda……..filme do genial Sergio Leone…….música de Ennio Morricone………THE BEST……FOREVER…..não se fazem mais filmes deste nível……Atores como estes então…..de nunca mais em nunca mais…….adorava assistir estes filmes com meu Saudoso Pai……BONS TEMPOS AQUELES EU ERA FELIZ E NÃO SABIA .” João Rubem de Almeida e Silva – comentário feito há 2 anos atrás.

“O melhor filme de faroeste que assisti até hoje. Impressionante a interpretação de todos os atores e em especial ao Henry Fonda que naquela ocasião fez seu primeiro papel de bandido, um choque na ocasião de seu lançamento. A música de Ennio Morricone é simplesmente fantástica. O primeiro CD que eu comprei foi da trilha sonora deste filme. Sérgio Leone dirigiu com perfeição. Só a tensão e expectativa do desfecho desta cena dá uma amostra do que foi este filme.” – Celso Luis Machado Garcez. Comentário feito há 2 anos atrás.

“Eu tinha mais ou menos 10 anos, quando assisti esse filme no cinema. Fiquei encantado com o filme e muito emocionado com a música tema do filme composta por Ennio Morricone. E lendo os comentários das pessoas, alguém disse mais ou menos assim: ” A música de Ennio Morricone liga o céu a Terra e aqui fica…” Pois bem, passado algum tempo, eu assisti o maestro Ennio regendo uma orquestra. Ele estava com os cabelos brancos pelo muitos anos de vida, mas não tinha perdido o vigor e a competência para reger os músicos. A bela música do tema do filme, que eu tinha assistido várias vezes, estava no seu andamento normal. O câmera da tv estava focalizando pela costa do maestro, mas de uma posição mais a esquerda. De repente! acontece algo mágico! O foco do câmera muda e fica alinhado com o maestro. Os violinos entraram e o maestro com a batuta na mão direita, levanta os dois braços e comeca a fazer um movimento. Esses movimentos eram suaves de cima para baixo e para cima. Era como um vôo de um pássaro que saindo do chão indo para o céu. Passado alguns anos, o maestro Ennio Morricone nos deixava.” Israel Vieira Filho. Comentário feito há 1 mês atrás.

“Particularmente o melhor filme de oeste que já assisti em toda minha vida teve alguns muitos bons, mas este é o melhor. A cena no trem de ferro que o bandido toma um tiro saindo de dentro da bota é super criativa dentre todas sem falar na trilha sonora desta obra.” Enrique Gabriel Arcanjo Cunha. Comentário feito há 2 anos atrás.

“E a primeira cena com os bandidos de Frank esperando a chegada do Harmônica e o consequente tiroteio relâmpago? Também a cena naquele bar no meio do deserto, a tensão criada ali, depois aquela no hotel com os capangas do Frank querendo matá-lo? Todas as cenas são épicas…” Celso Luis Marchado Garcez. Comentário feito há 3 anos atrás.

“Absolutely Mr Leone’s master piece, this scene. Worth it all movie. Two Munsters. Showing all what they were and what they got. Absolutely genial, I’ve never seen nothing. Like this. In other. Picture. There’s no more Actors. Like them.” Javier Aguirre. Comentário feito há 2 anos atrás.

“Entrevistado uma vez sobre a possibilidade de o diretor Sergio Leone repetir o feito, dirigindo outro filme westerniano tão genial quando Era Uma Vez No Oeste, sobre outro ângulo, outra abordagem, mestre d.Matt. respondeu:

– “Claro que sim!” “Quem dirigiu a Trilogia dos Dólares de um fôlego só, em ano subseqüente, com nenhum imitando o outro, e três anos depois, dirigir Era Uma Vez No Oeste, um clássico monumental com abordagem operística, seria capaz de qualquer feito genial!”

DUELO FINAL DE ERA UMA VEZ NO OESTE

14 pensou em “ERA UMA VEZ NO OESTE (1969)

      • Por isso mesmo, querida Rejane é que eu considero ERA UMA VEZ NO OESTE, o melhor faroeste já realizado de todos os tempos (do Século XX);

        Eu não vou comentar suas qualidades revolucionárias em termo de linguagem cinematográfica porque já o fiz em crônica publicada aqui no JBF.

        Fraternais saudações.

    • Gilberto Oliveira, obrigado pelo comentário.

      Toda discussão civilizada é salutar, mas eu gostaria de saber (sem exigir) quais filmes o nobre comentarista consideram melhor do que ERA UMA VEZ NO OESTE?

      Saudações fraternais.

        • Obrigado, nobre comentarista Gilberto Oliveira:

          Os três mencionados pelo nobre comentarista são os meus filmes favoritos na lista dos melhores western da história do faroeste, inclusive com O Bom, O Mau e O Feio dirigido pelo genial Sergio Leone, que não deixa de ser uma OBRA-PRIMA!

          Quando me refiro à ERA UMA VEZ NO OESTE, quero dizer que nada igual foi realizado da historia do faroeste. Tudo nele se harmoniza, a começar por todos os personagens controversos.

          Fraternais saudações.

  1. Parabéns pela excelente postagem, querido cronista e cinéfilo Cícero Tavares!

    Esse filme, “ERA UMA VEZ NO OESTE” (1968), eu assisti há muitos anos, em companhia do meu marido (hoje falecido).
    Gostei muito da trama e, principalmente, do extraordinário elenco: Cláudia Cardinale, Henry Fonda, Jason Robards e Charles Bronson.

    Tenho esse filme aqui comigo e o guardo com muito carinho.

    Grande abraço.

    • Crônica espetacular, mestre Cícero.

      Gosto muito deste gênero de filme, e este me marcou bastante.
      Para tristeza geral, o genial criador da trilha sonora, maestro italiano Ennio Morricone, faleceu em 2020 aos 91 anos de idade.

      • Estimado Marcos André M. Cavalcanti,

        É ótima essa discussão em torno de ERA UMA VEZ NO OESTE, mesclada com comentários dos próprios aficionados do western em curso.

        Veja que sacada genial até então não pensada por outros diretores, produtores, roteiristas e quejandos: cada música tocada anunciando o personagem que estava por vir, e tal música desaparecer com o personagem morto.

        Só a trilha sonora paga esse filme e o torna o melhor faroeste de todos os tempos.

        Fraternais saudações, amigo.

      • Queridíssima Violante Pimentel, a Dama das Crônicas do JBF.

        Na penúltima passagem desse genial western, há várias cenas que o câmara, sob a direção do genial Sergio Leone, foca o rosto enigmático do personagem harmônica (Clarles Bronson), nos olhos da personagem JiLL MckBain, tudo levando em consideração à época.

        As cenas são de arrepiar, não encontráveis em quaisquer outro filme de faroeste.

        Qual cineasta que teria a sensibilidade de filmar igual levando em consideração a época da história?

        Fraternais saudações, querida! E abraçaço pelo comentário sutil e feminino.

  2. Querido Cícero Tavares:

    ‘ERA UMA VEZ NO OESTE”, para mim, é um dos melhores clássicos do faroeste do Século XX. Um filme inesquecível!,
    .
    “O RITMO DO FILME PRETENDEU CRIAR A SENSAÇÃO DOS ÚLTIMOS SUSPIROS QUE UMA PESSOA EXALA ANTES DE MORRER.
    “ERA UMA VEZ NO OESTE” É, DO COMEÇO AO FIM, UMA DANÇA DA MORTE.
    TODOS OS PERSONAGENS DO FILME, EXCETO CLÁUDIA CARDINALE, TEM CONSCIÊNCIA DE QUE NÃO CHEGARÃO VIVOS AO FINAL. ” SÉRGIO LEONE.

    Tudo de bom!

  3. Por Santo D.Matt,
    Que de santo nada tem… kkkkk. Ciço, “manu véi”,
    Como não se encantar por um filme onde encaixam “diálogos” (será possível isso?) sem que os atores abram a boca? Dialogam com o olhar e através trilha sonora. Nem lembro quantas vezes revi este clássico, caríssimo Ciço.

    Braçação de Sancho nos mestres Ciço y D.Matt.

  4. Querido Sancho Panza,

    Esse filme é um clássico, uma obra-prima, genial, porque gera essa discussão sadia até hoje e todos nós saímos ganhando com isso. Se fosse uma porcaria, passaria batido e, 53 anos depois de realizado, estava na lata do lixo da história do oeste.

    Veja que os comentários não são meus; são de aficionados pelo western, que vai continuar eterno enquanto o homem não tocar fogo no mundo com sua ganância sem limite.

    Abraçaços, querido, como diz o mano Caetano Veloso.

Deixe uma resposta