JESUS DE RITINHA DE MIÚDO

Enquanto solto os meus ais
Sua chegada aguardando
Sinto o meu peito apertar
Sinto meus olhos chorando
Sinto que eu estou perdido
Porque não tenho sentido
Que você está chegando.

Enquanto fico esperando
Chegam dores abissais
Chegam tantos pesadelos
Chegam lágrimas brutais
Pois, dentro desse enredo
A saudade chega cedo
E você não chega mais.

6 pensou em “…E VOCÊ NÃO CHEGA MAIS

  1. Jesus,

    Este seu verso, entre outros, profundamente comovedor.

    Vou ter que fazer cirurgia nos meus cotovelos, por causa das dores, e nos chifres, pelo fato de ter sido…

    Um abração e Feliz Natal.

    • Caríssimo Carlos, obrigado por sua presença.
      Falando sobre suas dores…

      Deixe só que ela siga
      Não espere o seu retorno
      Esqueça sua existência
      Tire da vida o transtorno
      De querer quem não lhe quer
      Arranje outra mulher

      (O último verso eu lhe dou o benefício de escrever)

  2. Também digo o mesmo, Assuero e Carlos.

    A elegância de Jesus tanto na prosa quanto na poesia é de uma riqueza extraordinária que a gente cria uma expectativa boa antes de ler.

    Parabéns, grande poeta mais uma vez.

Deixe uma resposta