DEU NO JORNAL

O ex-cadete de polícia Kyle Rittenhouse, 18 anos, foi absolvido nesta sexta-feira (19) de todas as acusações em julgamento em Kenosha, no estado americano de Wisconsin. Ele era acusado de cinco crimes: homicídio doloso, homicídio culposo, tentativa de homicídio e duas acusações de colocar a segurança de terceiros em risco. O júri, formado por cinco homens e sete mulheres, deliberou durante quatro dias.

Em agosto de 2020, Rittenhouse matou dois homens e feriu um terceiro em Kenosha, durante protestos contra o caso de um homem negro, Jacob Blake, que ficou paralítico após ser baleado por um policial.

Durante as manifestações de indignação contra a violência sofrida por Blake, tumultos, vandalismo e saques ocorreram em Kenosha, e publicações em redes sociais convocaram “patriotas” armados para irem à cidade para proteger vidas e propriedades.

Rittenhouse, que tinha 17 anos à época e morava em Illinois, foi a Kenosha armado com um rifle semiautomático, o que levou a promotoria a alegar que ele provocou a violência. A defesa sustentou durante o julgamento que o jovem agiu em legítima defesa, ao reagir para salvar a própria vida após ser chutado, atingido na cabeça com um skate e ter uma arma apontada para sua cabeça. Os dois homens que foram mortos eram brancos, assim como o que foi ferido e o próprio Rittenhouse.

Elie Honig, analista jurídico da CNN, disse logo após a divulgação do resultado que a promotoria não pode recorrer da decisão. “Acabou. A acusação não pode recorrer. Um veredicto de inocente é definitivo. Portanto, é o fim da acusação do Estado contra Kyle Rittenhouse”, explicou.

3 pensou em “E LÁ NOS ZISTADOS ZUNIDOS…

  1. Ingualzin (não, vossas mercedes não leram errado!!); ingualzin à uma (in)justiça banânica, que solta um condenado em terceira instância, que mandou assassinar desafetos políticos; que fodeu uma nação e se locupletou até onde não pôde com o erário; uma (in)justiça vagabunda, rastaquera, onde ministros advogam em favor de corruptos e por estarem com o cu; isso mesmo; com o cu preso e arreganhado para o ladrão cappo de tutti cappi, que atende pela alcunha de luladrão.
    Eu nem quero saber que porra de país é esse.

    • Existe o video . O acusado é branco , os mortos são brancos , o juiz é branco , e provavelmente todos os jurados são brancos ( realmente não sei ) .
      O juiz pergunta aos jurados se a decisão é unânime e se alguém discorda do veredito. O video prova , coisa que aqui dificilmente acontece.

Deixe uma resposta