DUAS GLOSAS

Mote:

Eu não quero ver o vírus
Nem que o vírus me veja

Daqui de casa não saio
Mas, nem que seja na peia
Na rua a coisa está feia
É vírus pra todo lado
Não quero ser culpado
Por uma gripe que seja
Deus do Céu que me proteja
Morrer de fome prefiro
Eu não quero ver o vírus
Nem que o vírus me veja

Não sairei mais de casa
Mas, nem que a vaca tussa
Vou botar a carapuça
E ficar de quarentena
Prefiro sair de sena
Por alguns dias que seja
Continuar na peleja
Abater o mal com um tiro
Eu não quero ver o vírus
Nem que o vírus me veja.

Deixe uma resposta