DEU NO JORNAL

O jantar que reuniu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (que deixou o PSDB) pode ser classificado como “vergonhoso”.

É um somatório de oportunismo. É um ajuntamento horrendo.

Declarações de Alckmin em passado recente, apontando crimes cometidos pelo PT, diziam que não ajudaria Lula a voltar “à cena do crime”.

* * *

Pois é. Alckmin disse que não ajudaria Lula a voltar à cena do crime.

Só que agora o xuxu tá voltando à cena do crime junto com o ex-presidiário.

Unidos, de braços dados, trocando beijinhos e fazendo juras de amor.

Dois cabras safados tipicamente banânicos.

Dois canalhas de grosso calibre.

E ainda tem jumentos e antas que acreditem nesses pulhas.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!

4 pensou em “UMA PARELHA DE SAFADÕES DE GROSSO CALIBRE

  1. A pergunta é: quem está pagando por esse jantar escabroso?? O nosso suado dinheirinho? O PT, com o fruto do roubo do erário por tanto tempo? A iniciativa privada?
    Essas perguntas são pertinentes, porque foi um jantarzinho sinistro para umas 500 pessoas; Sem máscaras, abraços pra lá e pra cá; Um verdadeiro encontro fantasmagórico, cavernoso de uma corja, cuja corrupção corre como sangue nas veias; Um verdadeiro circo de horrores: Marcelo Fresco Freixo, Molon, Aziz, Luladrão, Alckmin, Renan Canalheiros e, evidentemente, juristas e intelectualóides da boca do lixo.

Deixe uma resposta