DEU NO JORNAL

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou o projeto que altera o Código de Defesa do Consumidor e estabelece regras para evitar o chamado “superendividamento”.

A medida foi publicada nesta sexta-feira, 2, no Diário Oficial da União.

De acordo com o projeto, o “superendividamento” consiste na impossibilidade de o consumidor, pessoa natural, de boa-fé, pagar a totalidade de suas dívidas de consumo sem comprometer seu mínimo existencial.

Na prática, deverá ser preservada uma quantia em dinheiro para a subsistência da pessoa no momento da renegociação de dívidas e na concessão de empréstimo.

* * *

A superendividada Chupicleide tá aqui se rindo-se todinha com essa notícia.

E já está se preparando pra entrar na justiça e garantir o seu “mínimo existencial”.

Que, no caso dela,  não é pão, carne ou leite.

O mínimo de que ela precisa é pra encher o rabo de aguardente junto com Bosticler todo final de semana.

Ela garante que bebe de “boa-fé”, termo usado no projeto que altera o Código de Defesa do Consumidor.

Código onde se enquadra a grande consumidora de cachaça  que é a secretária de redação desta gazeta escrota.

Ô sujeitinha depravada que só a porra!

2 pensou em “DEFESA DA CONSUMIDORA

  1. De acordo com a Constituição dos Estados Unidos, você tem a capacidade de liberar todas ou parte de suas dívidas quando não puder mais cumprir suas obrigações para com credores e credores. Dois tipos principais de falência pessoal se aplicam aos consumidores. A falência do Capítulo 7 permite que os devedores paguem toda ou parte de suas dívidas. Na falência do Capítulo 13, os devedores reembolsam toda ou parte de suas dívidas com base em um plano de pagamento.
    Extraído da Wikipedia.

  2. Possivelmente a maravilhosa Chupicleide tenha se entregue ao vício cachaçal por ser viciada em Luiz Berto, sem nunca ter sido correspondida. Leio sempre o editor-chefe esculhambando a eficiente secretária, que muito bem poderia ser promovida ao posto de “amante do chefe”, que só “abusa” da jovem no sentido de enchê-la de trabalho e não de beijos. Abusa, ainda, ao obrigá-la a horas extras na redação e não em um motel da paradisíaca Recife.

    Amor não correspondido é phodda bagarai, caríssimo editor-chefe.
    Para que Berto se redima, recomenda Sancho o Hotel dos PRAZERES (Motel)
    Situado em Recife, a 2,5 km do Shopping Guararapes, o Hotel dos PRAZERES (Motel) dispõe de Wi-Fi e estacionamento privativo gratuitos.
    Outra excelente opção é o Motel Estoril (Adult Only)
    Este motel projetado especialmente para o entretenimento de adultos oferece quartos com ar-condicionado, Wi-Fi e estacionamento gratuitos.

    Nem só de pinga e baixo salário vive uma eficiente e bela secretária…

Deixe uma resposta