DEU NO JORNAL

A opção de Sergio Moro e Deltan Dallagnol pela política os coloca na planície, como qualquer político.

Abdicaram da missão que encantou os brasileiros para virar coleguinhas daqueles que investigaram.

* * *

A decadência de Sergio Moro, o maior cara de pau do momento (tá querendo empatar com Lula…), é uma coisa impressionante.

E lamentável.

Agora Moro faz parelha com Dallagnol ao se meter na política rasteira.

Uma decepção enorme pra todos nós que acreditávamos neles.

E isso vindo de uma dupla que conseguiu a condenação de 174 corruptos

Além de ações que obrigaram os ladrões a devolverem R$ 4,3 bilhões e mais R$ 12,7 bilhões recuperados em acordos de leniência.

Frustrante, decepcionante, lamentável.

Desejo sinceramente que os dois se lasquem.

Um dupla decepção

2 pensou em “DECEPÇÃO E DECEPÇÃO

  1. Este é o sentimento dos brasileiros de bem.

    Quando da lava-jato os ladrões (PT) diziam que eles faziam isso por interesses políticos e que o pessoal do PSDB ficou de fora por questões envolvendo futuras aventuras eleitoreira dos componentes da República de Curitiba.

    Nada tira a culpa do Lulla (condenado em 3 instâncias) e seus comparsas (ficou provado, delatado, teve muito dinheiro devolvido), porém ficou uma decepção, pois eles preservaram os tucanos.

    Agora ficou provado que havia interesse político na operação toda.

Deixe uma resposta