XICO COM X, BIZERRA COM I

Meu neto Bernardo, apenas 8 anos, sentado em poltrona frontal a minha, percebe todo o meu relaxamento de fim de semana traduzido pelo calção velho, de pernas frouxas, tão confortável quanto indiscreto, deixando liberto tudo aquilo que preso deveria estar.

Com toda elegância, discrição e sabedoria, adverte o velho avô, com a cara muito séria de quem sabe repreender quem uma boa repreensão merece:

– Vovô, sabia que quando você cruza as pernas aparece tudo que não deveria aparecer?

Feche-se a cortina, descruzem-se as pernas, vista-se uma bermuda decente. Foi o que fiz.

7 pensou em ““CONVERSINHA” DE 1/2 MINUTO

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!

    Mestre Xico,

    Bernardo me lembrou de Vó Dinda do bundão. Língua solta!

    Do contrário, ela reagiria.

    O que você está vendo aqui não é em sonho a touceira de pentelho que cobre o enxame!

    Eita velha escrota e de bom humor! Kkkkkkk!

    Xêraço em Bernardo, que está lindo!

Deixe uma resposta