DEU NO TWITTER

14 pensou em “COM A PALAVRA O PROFESSOR IVES GANDRA MARTINS

  1. A obrigação de não se imiscuir no cumprimento do dever de outros poderes ,há muito deixou de existir . Desde o impeachement meia boca de dilma , produzido pelo sujeito que leva alguma coisa ,das presepadas do meliante sob os olhos do supremo ,do discurso desnecessário e afrontoso daquela senhora suprema, aos inquéritos ministro petista , acompanhado pelo colégua de longa cabeleira inexistente , e passando agora pelo que deu o cano na democracia , precisa de uma resposta forte no pé da orelha dessa gente que se apossou do Brasil , antes que o povo que sai as ruas , queiram mostrar quem deve mandar no país . Todos nós queremos paz ! . Para trabalhar , para produzir , para estudar para viver . Tem que se colocar ordem nesta república federal.

    • Puteiro que não tem ordem não é puteiro, mas esquina…

      Pego um gancho em seu texto: Todos nós queremos paz ! . Para trabalhar , para produzir , para estudar, para viver . Tem que se colocar ordem nesta república federal.

      Señor Bolsonaro: Há que se colocar ordem na República!!!!!!!!

      Não peço, ainda, ainda, ainda, o Cabo, o jipe e o Soldado. Continuo implorando ainda, ainda, ainda, por um disco voador repleto de raparigas especialistas nas coisas do amor mais sincero: o amor devidamente remunerado.

  2. Mas um general ameaçando “consequências imprevisíveis” não modera nada. Pelo contrário, só aumenta o clima de fofoca e diz-que-diz.

    • Concordo ele deveria agir junto com toda a FFAA para por um fim nesta algazarra. Dar um jeito , nestes que aproveitam para golpear o povo nas horas de maior dificuldades para a nação.

    • Bom é um ministro do STF pedir monocraticamente a busca e apreensão do celular de um PR que nem investigado é. Isso depois que o mesmo obrigou 3 generais 4 estrelas a irem depor na PF sob a condição de testemunhas sob ameaça de condução coercitiva.

      A reação veio igual e em sentido contrário, Terceira Lei de Newton.

  3. Vi e vivi 1964. Sofri feito jumento no brejo e jamais pensaria em sequer me lembrar daquelas coisas, quanto mais sentir saudade. Mas, convenhamos, já passou da hora de acabar com essa putaria praticada por quem quer ser chamado de “excelência”, mas não se dá ao respeito para tal. Infelizmente, pelo andar da carruagem, parece que só mesmo um cabo e um soldado para resolver essa titica.

  4. Eu também vivenciei e participei da indignação popular
    pelos acontecimentos pré derrubada dos comunas em 1964.
    Agora está muito PIOR, e não sei porque as FFAA ainda não tomaram
    uma posição legal, pois a constituição dá todo direito das FFAA
    colocarem ordem neste puteiro.
    Avante, não somente um Cabo e um Soldado, mas todo regimento.

    • Concordo com os argumentos dos nobres fubânicos: José Ramos e D.Matt.

      O puteiro de Maria Bago Mole tinha mais ordem. Quando um “engraçadinho” se excedia no cabaré ela pegava o relho, dava dois estalos (açoites) no lombo do afoito e resolvia a parada!

      E era uma mulher que fazia isso, e em pleno início do século XX!

      Jair Bolsonaro tem de pôr ordem nessa porra!!! Pior não vai ficar!!!!

      Tô vendo a hora o STF e o Congresso Nacional (dois puteiros inescrupulosos e golpistas, junto com a “imprensa” escroque, comer o RABO de Bolsonaro!

      • O decano fuleiro, Celso de Merda Melo, é inimigo número um de Jair Bolsonaro! O que ele puder fazer para fudê-lo e fuder o Brasil, ele faz!

  5. Me parece que ninguém nota que vivemos já sob uma ditadura: a do funcionalismo público, essa casta que fica com tudo o que produzimos. Em sendo assim, que venham os militares! Pelo menos haverá ORDEM. Deputado ganha 300.000,00; um trabalhador, 1000,00; isso é democracia? Prefiro os Milicos.

  6. Em primeiro lugar, ele não pediu. Consultou o MP.

    Em segundo lugar, todos estes depoimentos sobre a denúncia do Moro não são investigação? São o quê, então?

    Em terceiro lugar, general 4 estrelas está acima da lei? Qualquer cidadão brasileiro pode ser convocado a depor em um processo, especialmente se ocupa cargo no governo.

    Em quarto lugar, o desespero de alguns lambe-botas de políticos para justificar o injustificável já está ficando ridículo.

Deixe uma resposta