CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Não poderia deixar de atender ao convite do anarquista mais conservador que existe ou do conservador mais anarquista que conheço, o competente escritor e editor desta prestigiada gazeta Berto.

Lamento que a pauta do JBF já não seja tão diversificada como uns anos atrás. Hoje está concentrada no apoio irrestrito ao Governo Federal, o que me surpreende, porque foi aqui nesta página sob influência de Luiz Berto que me convenci definitivamente que a melhor oposição é a imprensa livre, o resto é armazém de secos e molhados (como dizia Millôr Fernandes). Foi com o incansável trabalho desse blog, somado a outros opositores, que muitos eleitores se convenceram que precisávamos mudar para melhorar. Acho que até Goiano Braga Horta, antigo colunista, se convenceu. Mudamos. Está bom agora? Não. Seguramente não. Estamos voltando aos tempos do Presidencialismo de Cooptação, do velho toma lá dá cá, que segurou Lulla no Mensalão e poderá segurar Bolsonaro no Vacinão. Um toma lá dá cá que não favorece a boa governança, serve apenas para garantir que o atual Governo chegue até janeiro de 2022. Preço alto para tão pouco.

O último golpe foi a indicação do Senador Ciro Nogueira, legitimo representante do baixo clero emergente. Assim como o Presidente da República, que não esconde de ninguém que nasceu Centrão e vai morrer Centrão, passou 30 anos nos porões do baixo clero. O Ministro Ciro, entrou na Câmara federal com 25 anos, o que demonstra que construiu sua vida (e não é pouca coisa, só avião tem dois) como político profissional. Enquanto Bolsonaro se ocupava com as rachadinhas, Ciro voava mais alto. Não resta nenhuma dúvida de que é um político competente capaz de ser importante para Lulla e Bolsonaro. Será que terá utilidade para nós brasileiros?

O que dizer do atual aspone do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, General Augusto Heleno, aquele mesmo que nem viu que o sargento levava 37 quilos de cocaína num avião da comitiva presidencial. Aquele que cantou em tom de deboche “se gritar pega Centrão não fica um meu irmão”. O Governo se agarrou no Centrão, com seus 200 congressistas, para não cair. Como será a convivência de General que ainda não tem avião com o Senador que tem dois?

Em outubro de 2018, no dia da vitória Bolsonaro bradou: O compromisso que assumimos com todos os brasileiros foi de fazer um governo decente, comprometido exclusivamente com o País e com o nosso povo. Agora pergunto: O que o Centrão pode fazer pelo povo brasileiro? Eu sei o que eles podem fazer pelo Governo Bolsonaro.

Sabemos exatamente qual é o interesse que une Bolsonaro, Lulla e Ciro Nogueira, bem como a maioria esmagadora dos políticos. Sabemos que é a mesma força que os faz detestar Sérgio Moro e os integrantes da Lava-Jato.

A Lava-Jato acabou, Sérgio Moro está desmoralizado, o Mito virou refém do Centrão, assim como Lulla, Dilma e Temer.

Venceu a política obscura, das reuniões fora da agenda, dos encontros em garagem, da compra de eleitores, dos acordos antirrepublicanos.

O que o Centrão de Ciro Nogueira e Bolsonaro pode fazer pelo Brasil?

16 pensou em “C EDUARDO – PATY DO ALFERES-RJ

  1. Escreve o patiense Eduardo, o Carlão, inebriado pelos bons ventos etílicos provindos do Museu da Cachaça: “O Presidente da República, que não esconde de ninguém…”
    Sim, os dois pés bolsonarísticos nasceram e viveram em toda sua carreira política enfiados no coração do Centrão. Isso não é novidade para ninguém…
    Ao colocar no colo de Jair o Vacinão, comparando-o com outros escândalos da República, mostra apenas que por algum motivo não gosta do mandatário da República, pois escreve muito e não mostra dados que provem qualquer corrupção ocorrida no governo (o Vacinão fica a cargo de governadores e prefeitos. Coube a Jair mandar a verba e comprar vacinas).
    Eduardo fecha os olhos a todos os feitos do atual governo, que luta contra tudo e todos, tendo sua vida e a de sua família e amigos REVIRADA AO AVESSO em busca de alguma falcatrua ou nódoa presente ou pretérita para gerar manchete negativa na mídia.
    Exemplifico o quanto ATIRAM contra JAIR sem nem ao menos uma pesquisa mais rigorosa: acharam até uma mansão de Jair em Resende à beira mar. Meu amigo Paulo Terracota, que muito conhece da belíssima região de Resende, Penedo e Itatiaia sabe muito bem que o mar passa longe da AMAN.
    Quanto ao Ciro Nogueira, se Eduardo enxadrista fosse, veria que a jogada única é ter a seu lado um político com poder para segurar a sanha dos mais chegados a propor impeachment. Isso se chama estratégia de jogo. Quem é enxadrista sabe do que digo…
    O bucólico ar campestre de Paty certamente contribui para que Carlão tenha essa visão purista do mundo, de principes montados em cavalos brancos para salvar indefesas donzelas…
    Caríssimo, política é o jogo que decide destinos, pois presidentes eleitos podem brincar de ditadores a qualquer momento, como não me deixam mentir os paraísos comunistas/socialistas Cuba, Venezuela, Bolivia, Nicarágua, Argentina.
    O quixotesco Bolsonaro enfrenta moinhos de vento, raposas políticas felpudas, mídia esquerdista a querer derrubá-lo diariamente, políticos duas caras (existem aos montes), artistas que perderam tetas, sindicalistas, militantes profissionais, certos membros da CNBB, certas ONG, bandidos presos e soltos, drogados em geral, militantes das causas das tais minorias, boa parcela dos docentes do Brasil, a esquerda internacional, e um largo etcétera.
    Nem um dia de sossego o atual governo teve de paz para poder fazer seu trabalho sem que seus opositores buscassem algo para dar continuidade a um sonhado terceiro turno das eleições de 2018. Pedidos de impeachment chovem diariamente sobre a mesa do presidente da Câmara, pois a gigantesca oposição só quer uma coisa: DERRUBAR Bolsonaro, custe o que custar, seja de que modo for…
    Nascido que fui em Desengano, pertinho de Valença e Vassouras, conheço muito bem seu paraíso particular, onde o canto dos pássaros faz de cada amanhecer um ode à alegria.

    • Recomendo ao C Eduardo:
      Ministro da Infraestrutura demonstra por que é vale a pena investir no Brasil
      Foi ontem, na abertura da Centro-Oeste Export, Rio Verde, Goiás.

      • O presidente assinou, ontem, decreto que institui o Sistema de Integridade Pública do Poder Executivo Federal (Sipef).

        O objetivo é ampliar a efetividade dos programas de integridade dos ministérios, autarquias e fundações públicas, aumentando, assim, a prevenção a atos de corrupção no Brasil. A formalização do Sipef marca o cumprimento, pela CGU, de uma das ações do Plano Anticorrupção do Governo Federal.

    • Ótimo seu texto Sancho. Quero assinar. Duas vezes. Pelo texto e por ter tido paciência de escreve-lo. Porque eu mesmo não tive, e é por isso que você é você.
      Só me encucou o por que de chama-lo de Carlão. Como nunca vi o agente assinar seus textos, pensei: Tem tantas outras opções mais acertadas para a letra C. Pensei em várias, mas concluí que você optou por ser educado com o agente e tolerante com sua missão. Legal de sua parte, afinal não é de bom tom ficar debochando de gente com capacidades cognitivas prejudicadas por paixões juvenis muito mal absorvidas e nunca resolvidas. E é por isso mesmo que tenta de todo jeito posar de isento, de ser só um brasileiro em busca do país possível. Mas sabemos, esse trolo-ló todo é só mesmo uma missão. Tem gente, como ele, que se submete a esse vexame. E por isso é só um C. E todas as suas variantes.
      Grato pelo seu texto.

      • Sérgio,
        Agradeço sua classificação de “ÓTIMO” ao meu comentário. Quanto ao C Eduardo, o chamo de Carlão por mero achismo, pois também não conheço o citado cidadão, mas com o qual mantenho cordial correspondência via JBF.

        Uma penas que pessoas que atacam o JMB ficaram todos os anos petistas SEM uma única linha neste JBF a condenar qualquer ato dos governos vermelhos.

        Veja você que interessante: Governos de 21 países, incluindo Estados Unidos, Brasil e Colômbia, condenaram “as detenções e prisões em massa de manifestantes em Cuba” e também exortaram o governo da ilha “a respeitar os direitos e liberdades universais do povo cubano, incluindo o livre fluxo de informação a todos os cubanos”. Venezuela e Argentina (por que será?) não assinaram tal expediente.

        Provavelmente se estivéssemos ainda sob a batuta de governantes vermelhos, também não assinaríamos tal documento.

        Aqui, da gelada e hoje chuvosa SBC, após fazer minha madrugal entrega de cocos, permaneço no plantão JBF e desejo a você uma ótima semana, que já vai pela metade.

        Abração sanchiano e até sempre.

    • estive fora todo o dia. Também tomei a 2ª dose da Astra. Nada tenho a acrescentar aos magistrais argumentos do Caro Sancho.

      • Tô na primeira dose da Pfizer, João. Marcaram a segunda dose para outubro.

        Quanto aos “magistrais” fica por conta da amizade que nos une.

        Belíssima noite ao magistral amigo.

        • Não seja modesto, caro Sancho.

          Seus argumentos foram tão bons, que o autor da carta não apareceu para dar uma contestação no mesmo nível de inteligência que v. apresentou.

          É um privilégio ter uma pessoa como v. aqui no JBF para trocar pensamentos, argumentos e debates.

          Abraço

          • Magistral amigo, quiçá para sempre irmão de jornadas fubânicas,
            Reconheço que na arte da argumentação política não passo de mero aprendiz, pois é o amigo o grande baluarte argumentativo das causas e coisas dos conservadores fubânicos. Talvez de tanto ler seus comentários tenha Sancho aprendido um pouquinho.
            Vida que segue e hoje o BolsoNero diz que vai botar fogo no cabaré na live das 19 horas, onde promete trazer detalhes de pleitos anteriores e disse ainda que virá com uma bomba, cujo teor de destruição não mencionou.
            Tomara que não seja um traque ou simples bombinha de festa junina.
            Abração sanchiano e até sempre.

  2. Prezados boa tarde, como sou um simples calouro perto desses monstros (considero os de bem, honestos e verdes amarelos como nossa bandeira varonil) fico feliz quando vejo um texto impecável como esse escrito pelo amigo Sancho. Abraços garoto, você é o retrato dos brasileiros em extinção, comecei a lutar por minha sobrevivência aos 14 anos, trabalho ainda, nunca roubei, eduquei meus filhos trazendo pra casa honestamente, nunca mamei em tetas de governos e jamais enquanto Deus me manter sóbrio,votarei em um político de esquerda !

    • (…) escrito pelo amigo Sancho.
      De Luiz para Luiz, pois Sancho Luiz também o é…
      Um prazer imenso quando algum fubânico me estende sua amizade, coisa tão rara nestes tempos tão estranhos, onde o certo está virando errado e o errado está botando banca de certo…

      Somos o retrato dos brasileiros em extinção, pois começamos a lutar por nossa sobrevivência aos 14 anos (Sancho aos treze quando Nelson, meu pai morreu) , trabalhamos ainda (Sancho em sua luta diária com os cocos), nunca roubamos (confessemos que roubamos apenas alguns corações femininos),, educamos nossos filhos (Sancho possui duas filhas na faixa dos 30 anos) trazendo para casa honestamente o suado dinheirinho; nunca mamamos em tetas de governos e jamais, enquanto Deus nos manter sóbrios,votaremos em políticos da extrema-esquerda. Viu, Luiz Xavier, como somos bem parecidos?

      Obs: troquei em sua frase esquerda por extrema-esquerda, pois infelizmente partidos e políticos brasileiros são TODOS de esquerda. O menos à esquerda é o tal Jair, em quem votei em 2018 e votarei em 2022.

      Abração, Luizão!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • Por aquelas bandas nascemos pelados, analfabetos, carecas, desdentados e desenganados… O cabra nasce em Desengano totalmente desenganado. O que vier é lucro. kkkkkkk

      Abração, Beni, amigo certo nas horas incertas.

  3. Sancho meu irmão veja a coincidência,também sou pai de duas mulheres, rsrs, tenho três netos, abraços meu irmão!

    • Abração, caríssimo.
      Quanto aos netos, a dinastia Pança por aqui se encerra, pois minhas filhas não os querem ter. Preferem cuidar das promssoras carreiras e de pets caninos. Coisas da vida.

Deixe uma resposta