CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Meu caro Berto,

Nosso amigo Sancho Pança fez belíssimo comentário na postagem de minha correspondência sobre o “velho” que cantou em uma festa da neta, só porque outrora ele havia participado de uma “bandinha”.

Transcrevo uma parte do comentário do nosso estimado Sancho:

“…Com tão rico histórico musical, eis que poderia Boaventura Bonfim soltar a voz em um vídeo e mandar para Berto publicar aqui no JBF. Boa música sempre é uma “boa ventura” e terá “bom fim” aqui nas páginas fubânicas.“

Prometi ao grande vate fubânico, o inteligentíssimo Sancho Pança, que atenderia de bom grado o pedido dele.

Por isso, envio-lhe um vídeo gravado no aconchego do lar.

19 pensou em “BOAVENTURA BONFIM – FORTALEZA-CE

  1. Atendendo a um pedido sanchiano… Aí é muita emoção, é juntar a fome com a vontade de comer.

    Que bonita canción… Me encanta…BUENAVENTURA, la voz más hermosa del JBF. Muy guapo…¡Mira lo hermoso que está lo cantante…Ello tiene un talento inmenso, que Dios lo bendiga.

    Sancho, fundador do fã club do Buenaventura avisa que estamos com dificuldade na emissão das carteirinhas para novos fãs do Buenaventura, pois não esperávamos tantos pedidos em um só dia. Que se acalmem as moçoilas que as carteirinhas estão a caminho.

    Quanto à agenda de shows, em virtude do corona, só temos agenda para 2021 (informo que os meses de janeiro e fevereiro já estão lotados). Quem quiser agendar show temos para março em diante. Agradecemos aos milhares de e-mails. Todos serão respondidos.

    • Obrigado, grande Sancho Pança! Você é um grande incentivador e propagador das artes. Fico-lhe muito agradecido pela efusiva manifestação de carinho.

    • Grande Sancho Pança, somente hoje consegui um espaço de tempo maior para agradecer sua manifestação de carinho em face do vídeo em que canto Recuerdos de Ypacari. Agradeço de todo o coração a esse “fundador” do fã clube do cantor Boaventura Bonfim, cujos adeptos receberão carteirinhas. Obrigado, grande vate fubânico. Gostei do seu espanhol, embora seja natural um intelectual de sua envergadura falar, pelo menos, dois ou três idiomas.Aproveito o ensejo para contar-lhe uma historinha – talvez você já conheça – divulgada nas salas de aulas de espanhol. O rato, ao ser perseguido por um bichano, consegue adentrar em sua toca. De repente, o rato ouve o latido de cachorro. Após três graves latidos, um silêncio de mosteiro reina o ambiente. O rato deduz então que o gato fora afugentado da boca da toca. Ao sair, o pobre rato é fisgado pelo felino. Atônito, o rato pergunta se ali fora não tinha estado um cachorro. O rato então responde que foi ele o autor dos latidos. E complementa: – hoje em dia, quem não conhece pelo menos dois idiomas, não obterá muito êxito. un fuerte abrazo.

      • Caríssimo,

        Sua canção alegrou o coração do velho Sancho, pois minha mãe, uma catalã nascida em Barcelona, sempre alegrava meus ouvidos de criança com canções em español e catalão.

        Espera Sancho que muitas outras vezes o amigo utilize o espaço do JBF para uma “canja”, nos brindando com outras lindas canções.

        Em qualquer idioma que se faça passarinho, o nosso Boaventura, gorjeando em trinado forte e belo a ecoar em todo o nosso jornal fubânico será sempre bienvenido.

  2. Parabéns pelo belíssimo vídeo, bom gosto musical e pela excelente interpretação, Sr. Boaventura Bonfim!
    Um dos gêneros musicais de que eu mais gosto é Guarânia. Na minha opinião, “Recuerdos de Ypacaraí” é a Guarânia mais bonita que existe. Como música não tem idade, ela é sempre atual. e insuperável.

    Um abraço!

  3. Uauuu … !!!! Bravo ….. Bravíssimo …… BIS Bis ….

    Grande interpretação ……. a emoção fica evidente …..

    Parabéns ……. Yéééééééssssssssssss

    • ¡Gracias, Caitrionna Balffe di Pinggá! Hazme feliz al decir que yo tengo el poder de transmitir mi emocíón y que he despertado su coración y su alma. A decir verdad, tus bellas palabras me animan a seguir cantando. Un fuerte abrazo.

Deixe uma resposta