A PALAVRA DO EDITOR

O sujeito que inventou a expressão “distanciamento social” é baitola.

Uma viadagem que é repetida o dia inteiro pela mídia funerária.

Deve ser o mesmo que inventou as expressões “agregar valor”, “desenvolvimento sustentável” e “inclusão social”.

Putz!!!

11 pensou em “BAITOLAGENS EXPRESSIONAIS

  1. luiz berto ,concordo plenamente com seu ponto de vista ,fui receber minha aposentadoria ,fiquei quarenta minutos numa fila grande ,ninguem guardando distanciamento , esta merda toda. quando entrei mais vinte minutos em outra fila ,apenas tres caixas funcionando .o banco não está nem ai com velhos , vi pessoas que não tinham condição de estarem em pé sendo humilhados .só hipocrisia ,onibus lotado e tudo mais.estou muito puto com muitos governadores .turma filhas da =´ç,..

    • O cordão dos puxa-sacos cada vez aumenta mais…

      Não é porque você levantou o tema não (amado, perfumado, papal chefe), mas (vindouro mas), a próxima coluna sanchiana trata exatamente disto.

      Como diria Assuero, se é “Cesta”-feira – crônica de Sancho cai na “sexta”, feito bola de basquete.

  2. Tem outras outras expressões muito caras à esquerda progressista politicamente correta:

    – “o mundo sofre mudanças climáticas”; também pode trocar por “aquecimento global”; para quando faz calor, faz frio, chove demais, seca demais, tufões, furacões acontecem em qualquer lugar, como se isso nunca antes tivesse acontecido.

    – ” não se pode ir contra a ciência”; para aqueles que questionam qualquer medida de lockdown feito sem critério algum.

    – ” turma do negacionismo”; para os conservadores de direita que dizem que a vacina chinavac é temerária, uma vez que nem a China a aceitou.

    – “salvar a democracia”, expressão usada para justificar qualquer tentativa de derrubar JB. (vale até outra tentativa de assassinato).

    – “agenda obscurantista” qualquer coisa proposta pela direita conservadora em relação aos costumes

  3. Berto, concordo em parte: distânciamento socia o Brasil pratica desde os tempos do descobrimento. O certo seria “distânciamento físico”.

    Mas por outro lado, você pode agregar peso a um volume, volume a outro volume

  4. Exatamente o que disse o Xande: distanciamento físico.

    Mas é que tudo que tem “social” fica mais “bunito”: justiça social, inclusão social, política social. Tudo palhaçada.

    • Por ter gostado demais, copio e colo: Mas é que tudo que tem “social” fica mais “bunito”: justiça social, inclusão social, política social. Tudo palhaçada.

      Essa turma do jbf, de “buniteza ímpar” não deixa pedra sobre pedra,não tem papas na língua e nenhum pudor em botar fogo no cabaré (alguns, inclusive, cospem marimbondos, não é mesmo, Adônis… Alguém o viu por aí?)… .

  5. Meu Papa, Berto I,

    Desconfio que quem usa as palavras ” Empoderamento Feminino “; ” cultura engajada”;” a produção familiar é quem alimenta o Brasil” ; ” O Agro é quem desmata” e não apresenta as devidas provas não passa de uma ” bichinha ” como diria o saudoso Costinha.

    Obs. Aproveite e leia ,Fatos e Mitos da Agricultura Brasileira, de Xico Graziano

  6. Houve uma tal de “problematização”… esta, é foda.

    O noiado craqueiro/maconheiro, certa feita, me abordou pedindo ajuda, pois ele disse ser uma “pessoa em situação de rua”

    Você tem que “Linkar”…
    subir a hashtag, #
    tecnologia’>https://blogbrasil.comstor.com/a-origem-de-15-termos-usados-na-tecnologia
    Canal Comstor – O blog dos negócios de TI.
    Reinventar…
    Estou “deboismo” (tá de boa)
    Tuitar e retuitar
    Gordofobia,
    transfobia, lesbofobia, bifobia e lgbtfobia (preconceito contra pessoas transsexuais, lésbicas, bissexuais e lgbt),

Deixe uma resposta