CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Caro Berto,

Sempre fui tremendamente ligado nas tendências mundiais e em saber para onde o mundo está se encaminhando. Foi pensando nisso que cheguei à conclusão sobre um sistema de produção de energia para pequenos consumidores que é EXATAMENTE o mesmo que os grandes fabricantes mundiais de equipamentos estão tentando viabilizar para os grandes sistemas energéticos.

Ocorre que, na escala em que eles trabalham, ainda não é viável. Na pequena escala, descobri que fazendo a junção de algumas das tecnologias QUE JÁ ESTÃO PLENAMENTE COMPROVADAS, dá para fazer um pequeno sistema que é o céu em termos de confiabilidade e de rentabilidade.

Eu não queria nem ter o trabalho de fazer um. Queria só ficar esperando para ver quando que os grandes fabricantes (FUGITSU, ABB, SIEMENS, MITSUBISHI, SANSUNG, TESLA, e outros mais) iriam conseguir.

Só que um amigo meu, após conversarmos sobre o assunto, passou a me encher o saco para fazer um sistema desses para um ranchinho que ele possui no Delta do Rio Parnaíba, no Piauí. Fiz e o sucesso foi absoluto. Custou a metade do que custaria um sistema convencional de fotovoltaicas.

Estou quase completando 3 anos de aposentado e a inatividade está me deixando de saco cheio e inflamado de tanto coçar.

Assim, pensando um pouco, passei a ver que é um desperdício dos diabos jogar na lata do lixo todo o imenso volume de conhecimentos que acumulei ao longo de todos esses anos, apenas por preguiça.

Por isso, ESTOU OFERECENDO AOS AMIGOS QUE DESEJAREM FICAR LIVRES PARA SEMPRE DAS PATIFARIAS DO SISTEMA ELÉTRICO NACIONAL, para fazer um sistema desses nas casas deles, em qualquer lugar do Brasil. É só me contatar.

Dá para tu publicares um pequeno resumo do projeto no JBF oferecendo?

Agradeço antecipadamente,

Forte abraço,

R. Aqui vocês não pedem nada, meu caro: é só mandar que eu publico.

Como costumo dizer, nesta gazeta escrota só tem cabra malassombrado!

É um privilégio editar uma página onde dão expediente colaboradores competentes e talentosos.

Arretado o material que você nos mandou, meu amigo.

Quem quiser acessar o resumo do projeto montado pelo nosso colunista Adonis, basta clicar na imagem abaixo.

Muito sucesso, seu cabra.

Você merece!!!

9 pensou em “ADONIS OLIVEIRA – TERESINA-PI

  1. Meu querido Adonis, não entendo muito dessas coisas, mas vindo de você, talvez seja a luz de sabedoria que tanto procuro. Vou fazer contato com você. É por aí que vamos! Fraterno abraço.

    • Prezado Wagner,

      Ficarei aguardando o teu contato.

      Acabei de fechar negócio com um fubânico muito bacana de Goiás e já tem tem outro, de Florianópolis, aguardando na fila.

      Eita que dessa vez eu vou rodar o Brasil todinho! Só tomando vinho e conversando besteira com gente maravilhosa pelo Brasil a fora. Mandarei as fotos.

      Onde é o prédio onde pretendes instalar?

  2. Devo estar errado , não entendo de negócios mas acredito que o próximo anúncio deva constar a informação que mais se precisa ,como preço médio ou básico , resultados já alcançados ou sua projeção matemática ( o que de fato já fez no anuncio ) , e o ponto de vista jurídico e técnico para que o cliente saiba o que está fazendo e como fazer. A ideia é ótima , e segundo as concessionárias , pessoas já vendem excedentes a elas. Também existe no mercado equipamentos “economizadores de energia” a base de pequenos capacitores , as famosas lâmpadas de led onde o custo de consumo das incandescentes pareia com o custo da led , até porque vivem queimando e devido a fabricação quase toda fora do Brasil : la garantía soy yo , procure-me na China. Enfim se estiver disposto , sucessos! , seus conhecimentos precisam ser colocados para frente. Estou lembrando da Gurgel , lembras do motor que funcionaria nos carros com qualquer oleo ? . Pois é , terás as concessionárias de energia na outra ponta. Quanto a coçar o saco , andei usando Kollagenase , serviu , mas médicos não prescrevem principalmente se for com cloranfenicol . A Samsung vai lançar um equipamento automático de coçar o saco e vender para o vizinho do norte. Como o homem lá é largo , não terá smd e será valvulado e terá um trafo maior que uma máquina de solda.
    Desculpe as brincadeiras , sou chato até umas tantas ,mas a ideia é ótima e espero ver bons resultados divulgados aqui mesmo.

Deixe uma resposta