A PALAVRA DO EDITOR

“No Brasil, hoje, ser chamado de fascista é a melhor evidência de não o ser.”

Percival Puggina, na sua coluna publicada hoje no JBF

Deixe uma resposta