8 pensou em “VAI DAR HOJE NO JORNAL NACIONAL

  1. A Globo já fez questão de enfatizar que o único barco atingido diretamente tinha o nome de Jesus. O que isso tem a ver com a tragédia? Nada, mas quem coloca este nome em um barco normalmente é evangélico, daí é só ligar as coisas e temos um ataque indireto aos cristãos.

    Agora estão jogando a responsabilidade sobre a Marinha (Bolsonaro), os barqueiros que alugavam passeios, Furnas, ….

    Vamos questionar então, quantas vezes este tipo de situação (queda de paredões) já tinha ocorrido antes?

    Era um dia de sol normal, havia chovido dias antes, porém nada indicava o que estava por vir.

    Diriam alguns: – Ahin, mas havia um internauta que publicou em 2012 que já havia a tal rachadura e que ele, o paredão iria romper, o que realmente aconteceu (10 anos depois).

    O paredão poderia ter se rompido um dia de semana, à noite. Neste caso a possibilidade da tragédia seria muito reduzida. Foi em um horário de pico (12:30 de um sábado de janeiro).

    O que eu quero concluir é que não dava para prever quando e se ocorreria, ficando a tragédia ao imponderável. Que se investigue tudo, porém que não sejam levianos nas conclusões quanto às responsabilidades criminais.

    • Pois é. Já começou.
      E pelo visto não vai desistir tão cedo.
      Fica buscando debatedores mas (!) ninguém quer debater o que nem ele sabe ou faz de conta que não sabe ou como você disse: “esqueceu”.

  2. Eu disse ontem e repito hoje.
    Um colunista da “falha” de São Paulo, esta com as mãos tremendo para dizer que o capitão é culpado da tragédia, mas lhe falta a coragem dos grandes jornalistas que fizeram o nome da Folha de São Paulo.
    Mas até o fim do dia, esse patético jornalista vai dar um jeito,se o capitão der um peido esse sujeito vai dizer que foi o peido do capitão o causador da tragédia.

Deixe uma resposta