DEU NO TWITTER

* * *

De fato, o que Alan Lopes chama de “sistema” está não apenas batendo cabeça, conforme diz na postagem aí de cima.

A popularidade nas nuvens do Genocida está fazendo esse pessoal ter ímpetos de meter o dedo no furico e rasgar. 

O desespero é visível, apavorante, cruel, dolorido.

Chega faz pena…

E esse desespero tem provocado crises de diarreia de proporções piramidais.

Tão se cagando como nunca. Botam merda pra fora o dia todo, pela boca e pelo rabo.

Quanto a quem pensa que a parelha FHC & Lula – ambos ex-presidentes e um deles ex-presidiário – é composta de dois inimigos, está profundamente enganado.

Era de alegria a cara do tucano no momento em que passava a faixa presidencial para o petista. É só ver nas fotos daquele dia 1º de janeiro de 2003.

Esta dupla é unida e coesa desde o século passado.

No dia 1º de maio de 1978, Dia do Trabalho, os dois trabalharam muito, trabalharam demais.

Estavam distribuindo panfletos na porta da uma montadora de carros em São Bernardo.

FHC era então candidato a senador pelo PMDB. E Lula era seu cabo eleitoral entre os operários.

Vejam como eram lindos o penteado de um e o bigode do outro:

2 pensou em “UMA PARELHA ANTIGA

  1. O “Efeito Bolsonaro” é tão poderoso que desafia até as leis do tempo: interfere no passado, presente e futuro. Quanto ao tal fhc, com o seu sorriso de camaleão matreiro, continua o mesmo pulha que sempre foi.

  2. Eu gostaria muito de ver os comentários do nosso estimado Goiano aqui.

    Sempre destacou que FHC era de direita (talvez até radical), um neoliberal convicto. Fora FHC era um mantra entre 1994 e 2002. Vejam só. Agora se declaram almas gêmeas.

    Saudades do Goiano. Sempre o tive como um comentarista fiel a suas convicções.

    Com certeza daria seus saltos triplos mortais carpados e acharia uma justificativa para esta “nova” aliança.

Deixe uma resposta