7 pensou em “UMA DROGA DE JORNAL

  1. O Estadão, antigo baluarte do conservadorismo enveredou por um caminho que o levará rapidamente à falência depois de 150 anos de história.

    E pensar que Euclides da Cunha já foi correspondente deste jornal na guerra de Canudos, o que o levou a escrever Os Sertões, livro que inaugurou o Pré-modernismo no Brasil.

    O Jornal deveria ser tombado pelo patrimônio histórico cultural, tornando proibido fazer o que estão fazendo com ele agora.

    Uma pena

    • Só anda servindo para embrulhar peixe e de tapete para dejetos de cães?

      Lembro antigas manhãs domingueiras onde ia à banca da cidade onde meu caminhão estava e me deliciava com um grande jornal chamado ESTADÃO (grandes bancas das maiores cidades brasileiras possuiam exemplares do jornal) … o tempo passou e continuo o mesmo, já o estadinho…. tadinho.

      Antigo baluarte do conservadorismo… um dia falarão assim se referindo ao JBF… Tomara que o gigante Berto jamais abandone nossa pauta…

      • San Cho,
        Se isso algum dia ocorrer, o sertão já virou mar.
        Pedirei carona algum cometa e me vou para Pasárgada, lá não conheço ninguém, irei mesmo assim.

        • Luiz,
          Sancho anda vendo tanta coisa acontecer que teme até que o “mar vire sertão”…

          Já que em Pasárgada és amigo do rei, favor me incluir na comitiva… kkkk

  2. Já que o dr. Neuroina aí quer encarar a droga dele de uma maneira diferente, podia muito bem, enfia-la no rabo e aguardar novas emoções.

  3. Com a permissão dos senhores.
    Ouso dizer, até mesmo tendo a corroboração do resultado dessas manifestações, de hoje, contra o Governo Bolsonaro, que se confirmou num fracasso total.
    Além do Presidente ter dito e repetido. Que só Deus o tira do seu cargo, no qual Ele o colocou lá.

    Sem medo de errar. A grande maioria da população elegeu seu Líder. Já consolidou o “eu autorizo”.
    Os representantes esquerdalhas, mesmo que falte alguns ainda, a quase totalidade já foi desmascarada e desentocada.
    Qualquer um de nós, inequivocamente, sabe quem faz o bem para o nosso País e quem o destrói, destruiu e continuará o destruindo.

    Todas as ações maléficas, criminosas e atentatórias a liberdade e a vida do cidadão.
    Deverão ser apuradas, julgadas e condenadas dentro da Lei.

    Precisamos continuar atentos e combatermos incansavelmente essa possibilidade do maior ladrão do mundo ” et caterva” disputarem eleições. Essa indignidade tem que permanecer presente em todos os momentos de nossas vidas.
    Não podemos admitir que esses escroques. Que nunca se preocuparam com a população e o seu bem estar. Voltem ao poder, novamente.
    Eles só tem vez na mídia lixo e com seus cúmplices de quadrilha.
    Não podemos respeitar, quem não nos respeita e nunca nos respeitou. Ou dialogar, conversar com esses esquerdopatas. Isso não existe. Temos que afastar e exorcizar esses seres satânicos definitivamente.

Deixe uma resposta