3 pensou em “SERGE GAINSBOURG & JANE BIRKIN

  1. Rapaz! Se a memória não me falha, essa música apareceu no Brasil nos meus tempos de menino lá pelos anos 70! O presidente era o Médici ou o Geisel e a censura feroz! Lembro que a música pertencia a um LP intitulado “Super Eróticas” e era proibida a execução em público ou rádios!!!! Para os padrões atuais a música é até inocente, mas o que chama a atenção é a boniteza da Jane Birkin e a feiúra do tal Serge (cruza de filhote de cruz credo com cão chupando manga)!

  2. Para quem era jovem nos anos 60 (eu incluso) Jane Birkin era uma diva.
    Lembro do filme “Blow-Up – Depois daquele Beijo”.
    Quanta coisa evoluiu de lá para cá, mas quanta coisa regrediu.
    Músicas como esta, tão refinada nos seus acordes eram gravadas em 2 canais e o resultado é espetacular.

    Grato pelo brinde.

  3. A música é maravilhosa, super nostálgica. O acompanhamento pelo orgão
    é de primeirissima qualidade.
    A cantora é fora de série, mais pela beleza do que pela pequena voz.
    Voltei aos meus 30/40 anos, cheguei a ter lágrimas nos olhos de tanta
    saudade do MUNDO antigo, no qual existiam coisas dignas para se viver.
    A única coisa a favor do cantor, é que encontrei alguém mais feio do que eu.
    Peninha meu caro, fico te devendo muito.
    Como era lindo o mundo de antigamente.
    Felizmente falta pouco para eu retornar para casa.

Deixe uma resposta