22 pensou em “SÃO MILHÕES E ESTÃO AO NOSSO REDOR

  1. Sinal que parte do povo já não se importa mais em serem escravizados.

    Não terão nem segurança nem liberdade.

    Como já está na coluna do nosso Bernardo, logo acima, o homem mais rico da China sumiu depois que contrariou o PCChinês.

    Liberdade era o que ele não tinha, apesar dos bilhões.

  2. O mais alarmante é que está acontecendo no mundo todo.

    Nélson Rodrigues é desses personagens imorredouros.
    Ele é atual em qualquer época.

  3. Sem entrar no mérito da questão, amigos cachorrinhos, pode ser até que eles estajem de máscara dentro d’água, porque terão de sair da água em algum momento e n~~ao tiveram onde guardar a mascara por perto.

    Criticar sem uma análise consistente pode dar manchetes assim.

      • Você não leu meu comentário, cachorrinho.
        Veja no texto “sem entrar no mérito” e “pode ser até”.

        Não justifiquei porcaria nenhuma. Teci hipóteses a serem confirmadas pela plêiade de comentaristas fubânicos.

    • Isso é sério?? Taquipariu. Cada dia está ficando pior. A merda, em definitivo, tomou conta do lugar onde possivelmente havia um cérebro.
      É impressionante o cara tentando justificar o injustificável. Confesso que vossa insolência está querendo mesmo fazer parelha com o Ceguinho Teimoso.

    • O Francisco é um ze – ruela. Sem entrar no mérito e tipico de advogado de bandido. Sem entrar no mérito do crime.
      Estupidez não tem mérito. Até eu quando em terra não tenho onde guardar máscara coloco sobre o queixo ou pescoço. Vai defender a mãe na zona

      • É, meu caro Berto! Atacando sua reputação, atacam o JBF e seus leitores colunistas e comentaristas.

        É sinal que esta grande Gazeta incomoda muito.

        Lá na terra socialista não há esta liberdade.

        Desconfio que isso é coisa encomendada para deturpar nosso ambiente.

          • E não é? Eu também me divirto.

            Veja que eu respondo a muitos deles e não os xingo.

            Acho que eles não entendem metade do que falo, mas o resto dos leitores que têm um QI elevado vão entender.

            Vamos em frente.

            • Nesse papo de doido eu não entendi é porra nenhuma… Alguém pode desenhar para Sancho entender?

              Entra ano, sai ano e mais lesado fico…

              Será que o Francisco frequenta o chuveiro de máscara?

              • Peço toda a vênia a José Rentes de Carvalho e coloco aqui palavras dele, por dizerem exatamente o sentimento que tomou conta de mim desde o início de 2020: “Num tempo como este, de estranhas sombras e ameaças, de perigos que têm menos a ver com epidemias do que com um futuro de totalitarismo e desespero, bem posso querer escrever palavras de optimismo, mas a tristeza, a decepção e o medo – sim, o medo – levam a melhor, são quem agora ordena.”

Deixe uma resposta