5 pensou em “INVESTIGAÇÕES

  1. Acreditam os Srs que, a pedido dos partidos de esquerda, a PGR determinou uma devassa no gabinete do então deputado federal Jair Bolsonaro entre 1991 e 2018 para ver se encontram algum indício de rachadinha?

    Na notícia-crime, o advogado Ricardo Bretanha Schmidt pede que sejam apurados fatos denunciados pelo jornal “Folha de São Paulo”, no dia 4 de julho deste ano. O jornal divulgou a existência de movimentações salariais atípicas dos assessores de Bolsonaro, na época.

    É assim, a Folha faz uma denúncia baseada em nada, os canhota mandam apurar. Quando não dá em nada fica por isso mesmo.

    Na estória da Patrícia Camos Melo, dos disparos em massa via zap zap antes das eleições de 2018; fizeram CPMI e o máximo que conseguiram saber foi que a “jornalista” se insinuou para o tal Hans e que o PT foi quem usou disparos.

    O que a oposição vai conseguir com tudo isso é canonizar o Presidente.

  2. Eu sei onde está o dedo do luladrão: enfiado, atolado, no cú dos ptralhas, dos apoiadores, dos adoradores, dos descerebrados, dos maconheiros, dos vagabundos do psol, pt, psdb, pc do b… Da esquerdalha podre desse país; no fedegoso desses lixos humanos, dessa escória. À puta que os pariu, seus calhordas. Por isso que essa raça desgraçada defende tanto o pulha lularapista. Estão com o dedo dele enfiado nas entranhas cuzíferas.

  3. É que o Luladrão tinha todo mundo no bolso. Daí ninguém quis procurar ou estava no negócio. Bem que a PGR poderia fazer um bem ao Brasil investigar Lula e filhos.

Deixe uma resposta