5 pensou em “ZÉ.RÃO E SEUS ZÉ.RINHOS

  1. Caríssimo Sponholz, és um desenhista invejável, com traço próprio, de personalidade, e estás fazendo humor interessante, da qualidade que me movimenta aquele riso interno que as charges despertam – raramente gargalhadas.
    Berto costumava usar uma frase do Millôr, eu diria que como lema, que “imprensa é oposição, o resto é armazém de secos e molhados”.
    Já o Nani, outro chargista do caralho, disse em uma entrevista que “charge a favor não é charge, é cartilha”.
    Permita-me a liberdade de dizer que estou apreciando especialmente esta nova fase.

    • É uma merda que eu não esteja trepando (maldita velhice!!!! As garotas do Leblon já não olham para mim e os puteiros estão fechados.), mas (bendito mas) ainda não comecei a tossir. Come sarà la nostra vecchiaia!!!!

      • Tener relaciones sexuales en la ‘nueva normalidad’ también será diferente porque en su práctica también habrá que adoptar medidas de precaución. Francisco Cabello, director del Instituto Andaluz de Sexología afirma que en el futuro se deberán limitar los besos con lengua y evitar posturas sexuales cara a cara o el sexo oral.

  2. Falando em morrer…

    Uma pergunta para os favoráveis á soltura de presos: se um policial, um médico e um enfemeiro podem morrer pelo Covid-19 cumprindo o seu dever, por que o preso não pode morrer cumprindo sua pena? Soltar o preso não é colocar em risco o policial, o médico e o enfermeiro, que ao sair de seus locas de trabalho poderão cruzar (famosa loterial mortal) com tal meliante, que saiu às ruas para cometer mais crimes? Ou alguém acredita que o criminoso solto vai ficar em casa cumprindo as medidas restritvas?

Deixe uma resposta