ARISTEU BEZERRA - CULTURA POPULAR

É tão fácil viver bem, entretanto complicamos com intensidade nossa vida. Devemos simplificar ao máximo o nosso dia a dia. Não devemos ter a pressa que aniquila o verso. Há necessidade de sermos calmos e assim evitar a contaminação pelo vírus do imediatismo. Ter paciência porque tudo tem o seu tempo certo para acontecer, lembrando que ninguém pode colher sem plantar.

Vamos semear a paz, que começa em nós, por onde passarmos. É mais importante atos públicos e passeatas. Amparar aqueles que, temporiaramente, estão sofrendo dores físicas, morais ou psíquicas. Uma palavra amiga é sempre bem-vinda para amenizar a dor.

Ser solidário com as vítimas de injustiças. Dar injeção de ânimo e esperança a fim de que não percam a fé em dias melhores. Praticar a caridade não só material, mas, principalmente, ter disposição de ouvir. Falar só o necessário para contribuir com a dor do próximo e calar quando o silêncio for o melhor para quem está sendo assistido.Ter respeito pelo ser humano qualquer que seja a posição social, raça, religião e não discriminar ninguém pela opção sexual.

Irradiar otimismo e ser uma pessoa com bom humor têm o propósito de contribuirmos para aliviar a tristeza e o desânimo daqueles que estão melancólicos, tristes ou deprimidos. Um comportamento antiético pode ferir a integridade das pessoas, alguns exemplos desses comportamentos são mentir, difamar ou inflamar informações sobre alguém, então, repetiremos os versos desse poema de Mário Quintana (1906-1994):

POEMINHA DO CONTRA

Todos esses que aí estão
Atravacando meu caminho,
Eles passarão…

Eu passarinho!

11 pensou em “VIVER É FÁCIL

  1. Li a crônica e depois reli porque o assunto foi bem explicado para enfrentar as dificuldades da vida sem se deixar abater. Acho muito importante a solidariedade como um dos ítens para os desafios da vida. Ser solidário vai além de realizar gestos esporádicos de caridade, envolve envolver as causas e se tornar parte delas, a partir de pequenas ações que podem ser praticadas no dia a dia, cada vez mais e também com pessoas próximas.
    O poema de Mário Quintana foi muito bem apropriado para dar um toque de leveza ao tema tão pouco explorado, mas importantíssimo.

    • Dione,

      Grato por sua colaboração com um ótimo comentário. Aproveito a ocasião para dar uma opinião sobre solidariedade.

      Ser solidário é, também, ser amigo e empático, permitindo-se sentir a dor do outro para, em seguida, buscar ajudá-lo de alguma maneira. Você é solidário quando se sensibiliza por uma causa social e se torna parte dela, quando dedica seu tempo a ouvir um ente querido que está atravessando um momento delicado, quando se deixa em segundo planos por alguns instantes para priorizar uma pessoa que precisa de ajuda.

      Essa colaboração mútua sempre foi e sempre será fundamental para a sobrevivência humana. Inclusive, foi através dela que o homem sobreviveu desde os primórdios até os dias atuais.

      Saudações fraternas,

      Aristeu

  2. Acompanho as crônicas do Jornal da Besta Fubana e apreciei bastante a leitura desse texto. Eu era uma pessoa impaciente e fiz uma terapia muito importante para conseguir vencer esse defeito que atrapalhava tanto a minha vida. A paciência é uma virtude que poucas pessoas têm. Na maioria das vezes, não se contentam com as coisas, no momento em que se nos apresentam, pondo-se a maldizer tudo e a todos, exigindo dos outros aquilo que não pratica. A paciência é, acima de tudo, sabedoria. É esperar o momento certo de fazer ou de dizer as coisas, sem criar nenhum tipo de rejeição. É a serenidade, diante das dificuldades, impedindo que ações mal pensadas sejam externadas.

    • Edmilson,

      Muito obrigado por suas palavras autênticas e por seu depoimento sobre ser imapaciente. Faço uma brevíssima reflexão sobre a paciência inspirado nas suas apreciações.

      Paciência é uma virtude do ser humano baseada no autocontrole emocional, ou seja, quando um indivíduo suporta situações desagradáveis, injúrias e o incômodo de terceiros sem perder a calma e a concentração.

      A paciência é principalmente baseada na tolerância com os erros alheios ou diante situações e fatos indesejados. O ato de ter paciência pode também significar perseverança em relação a algo, como uma resposta, situação ou ação que aparentemente não tem previsão para se concretizar.

      Saudações fraternas,

      Aristeu

  3. Faço um trabalho voluntário uma vez por semana e acho muito importante para o meu bem-estar praticar a caridade. Afirmo que praticar a caridade nos faz perceber o quanto o mundo é maior, o quão importante é praticar a humildade. Praticar a caridade constrói um mundo melhor, porque nos salva da indiferença. Praticar a caridade nos dá a possibilidade de fazer a diferença ao próximo, e faz com que os dias tenham um sentido maior.
    O artigo está excelente e o poema de Mário Quintana dar um brilho ao texto.

    • Denise,

      Agradeço seu admirável comentário. Parabenizo pelo trabalho voluntário porque sei o quanto eleva a autoestima fazer o bem. A caridade é a virtude de amar ao próximo como amamos a nós mesmos.. É a atitude de agir com quem precisa, sem interesse e sem esperar nada em troca. De acordo com o portal Religião em Liberdade, A caridade é um princípio cristão construído há séculos e que se mantém até os dias de hoje.

      Saudações fraternas,

      Aristeu

  4. Sou uma pessoa bem-humorada e esta crônica no seu último parágrafo dá ênfase ao bom humor para contribuir no alívio e tristeza do nosso próximo. O humor é um estado de espírito, muitas vezes utilizado a favor da vida e das relações. O humor funciona também para expressar aquilo que não conseguiria ser dito de outra forma. Pode aparecer em uma crítica mais delicada ou no modo de apontar um erro em alguém. Afirmo que o bom humor é uma característica das pessoas que vivem de maneira leve, cultivam atitudes de cortesia, são hábeis em desenvolver emoções positivas, recordam com frequência bons momentos e procuram transmitir serenidade e esperança.

    • Vânia,

      Agradeço suas considerações sobre o artigo. Você deu ênfase ao bom humor, então, aproveito a ocasião para fazer um breve comentário.

      No dia a dia passamos por inúmeras situações que nos tiram do sério e comprometem de forma significativa nossa qualidade de vida, o bom humor suaviza e traz a quem o tem benefícios que parecem ser invisíveis mas que estão presentes como proteção de uma vida mais saudável.

      Pesquisas diversas comprovam que pessoas bem humoradas liberam mais endorfina, são mais relaxadas e possuem uma boa qualidade do sono. O bom humor também melhora o controle da pressão sanguínea, o sistema imunológico, dentre outros benefícios.

      Ter flexibilidade, para encarar situações ruins, faz com que se amenize bombardeios ao organismo que sofre tanto com irritabilidades aumento dos níveis de estresse e doenças em geral.

      Saudações fraternas,

      Aristeu

  5. Parabéns pelo excelente texto, prezado Aristeu!
    Gostei imensamente da sua mensagem de paz e ânimo. Uma belíssima reflexão.
    Viver seria fácil, se não houvessem as injustiças que assolam o mundo.
    Realmente, há tempo para tudo. Há o tempo de plantar e o tempo da colheita. Só se colhe o que se planta.
    A solidariedade deve estar presente em todos os momentos da nossa vida, para que tenhamos a sonhada Paz.

    Gostei muito dos versos do grande poeta Mário Quintana (1906-1994), citados por você:

    “POEMINHA DO CONTRA

    Todos esses que aí estão
    Atravacando meu caminho,

    Eles passarão…

    Eu passarinho!”

    Uma ótima semana, com muita saúde e Paz!

  6. Violante,

    É gratificante receber a boa energia do seu comentário. Gostei muito do seu texto, especialmente, da citação sobre a importância da solidariedade, então, inspiro-me nesse mote para fazer um comentário.

    A origem da palavra solidariedade vem do latim “solidus”, que remete a algo sólido e consistente. Quando somos solidários, solidificamos, cooperamos com o outro para construir algo maior, para espalhar amor, bondade e dar sentido as nossas vidas.

    Para entender a real concepção de solidariedade, devemos ir além daquela velha ideia de dar esmolas. A solidariedade, enquanto um valor humano universal é uma qualidade que todos devemos conservar e praticar, não só na época de fim de ano, mas em todos os 365 dias que o compõe. Amor, bondade e empatia formam o tripé da solidariedade enquanto valor universal. Quando nos sensibilizamos com uma causa ou a dor do outro, nos disponibilizamos a ajudar e ouvir, a cooperar e colaborar, estamos mutuamente nos apoiando para evoluir e vencermos os diferentes obstáculos que surgem pelo caminho.

    Em épocas de fim de ano, festividades como o Natal e Ano-Novo trazem consigo um ar de esperança, sabores variados, sinalizações de mais um ciclo que se encerra e novas perspectivas com o novo que está por vir. Com esse misto de emoções, vem também um vívido desejo em nossos corações de ajudar, acolher, presentear e estar próximo de quem amamos. Afinal, o que nos torna humanos é a nossa capacidade de fazer vínculos, criar laços e conexões.

    Desejo uma semana plena de paz, saúde e a inspiração de sempre!

    Aristeu

  7. Concordo com você, prezado Aristeu, no tocante à sua belíssima reflexão sobre o verdadeiro sentido da solidariedade humana:

    “Para entender a real concepção de solidariedade, devemos ir além daquela velha ideia de dar esmolas. A solidariedade, enquanto um valor humano universal é uma qualidade que todos devemos conservar e praticar, não só na época de fim de ano, mas em todos os 365 dias que o compõe. Amor, bondade e empatia formam o tripé da solidariedade enquanto valor universal. Quando nos sensibilizamos com uma causa ou a dor do outro, nos disponibilizamos a ajudar e ouvir, a cooperar e colaborar, estamos mutuamente nos apoiando para evoluir e vencermos os diferentes obstáculos que surgem pelo caminho.”

    A humanidade necessita da solidariedade constante e não somente nas festas de final de ano. A solidariedade humana está mais ligada às atitudes que resultem em melhores condições de vida, do que numa esmola eventual.

    Parabéns pelo seu maravilhoso texto!

    Muita saúde, alegria e Paz!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *