CORRESPONDÊNCIA RECEBIDA

Caro Berto, boa noite.

Quando você anunciou que iria entrar de férias, acredito que todos nós, viciados no JBF, paramos para pensar no que fazer na “quarentena” da quarentena.

No meu caso, resolvi dá umas futucados nos arquivos passados dos seus e “nossos” colaboradores.

Como gosto muito de fotografias e aprecio as postagens do Fubânico Severino Souto, com seus flashes sempre nos remetendo a Sertões-Nordestes e Saudades, resolvi fazer uma homenagem ao nobre amigo, reinterpretando as fotos, em uma outra forma de mídia.

E, desde já, pedindo permissão para tal.

Apreciaria que você postasse para todos curtirem.

Espero, imensamente, que gostem.

Saudações,

R. Meu caro, este seu trabalho ficou excelente.

Um vídeo arretado!

Explico pros nossos leitores:

O leitor fubânico Vivaldo Rocha fez uma montagem com as fotos que são publicadas na coluna Se Sou Sertão, assinada pelo nosso colaborador Severino Souto.

Uma coluna que é composta apenas por fotografias.

Vivaldo fez um sequência com algumas fotos e o título colocado em cada uma. E ainda acrescentou um fundo musical.

Quando eu digo que aqui nesta gazeta escrota só tem cabra malassombrado, tem neguinho que não acredita.

Severino vai ficar todo ancho com esta homenagem.

E este Editor agradece comovido a sua participação,  meu caro Vivaldo.

E vamos ao excelente vídeo que você nos mandou:

14 pensou em “VIVALDO ROCHA – JOÃO PESSOA-PB

  1. Eita, porra! Pariceiro, Vivaldo, estou, super feliz com a homenagem, e como falou o Papão, muito ancho também. Agradeço a todos por curtirem, minhas luzes, capturadas do velho e amigo, fuxiqueiro, o celular.
    Abraço a todos.

    • Oi Severino, parabéns por seu trabalho e que seu olhar investigativo da nossa bela Natureza Nordestina, continue a lhe inspirar, para nos encantar.

      Para mim foi uma grande satisfação fazer, unicamente, esta Reinterpretação.

  2. Parabéns, Vivaldo!
    Vou enviar para o meu pai. Homem do sertão do Ceará, apaixonado por sua terra de longínquas recordações. Não se passa um dia em que não fale e relembre os momentos felizes que viveu lá.
    The NY Times que lhe aguarde com uma matéria sobre o sertão do NE brasileiro.
    Espero que estejam muito bem.
    Com um grande abraço do Riba
    Saúde e paz

  3. Ficou muito bom e uma justa homenagem. O pariceiro Severino Couto capta imagens fora do comum. Até parece que a natureza se “pentia” pra fazer pose pouco antes do pariceiro chegar. Já faz tempo que eu tenho falado pra ele fazer uma exposição.

  4. Idéia maravilhosa Vivaldo.
    Severino, como não poderia ser diferente, ficou todo prosa e agradecido.
    No linguajar “papa chibé” ficou “PAIDÉGUA!” essa montagem.
    Parabéns.

  5. Vivaldo condensa a obra de Severino Souto. O Brasil se encontra e inspira na fubânica arte de cada um dos destrambelhados, que Berto selecionou, para contar em verso, prosa ou imagem o passar do tempo.
    Sancho vai encaminhar para Zeca Pinto Mitotônho, o borracheiro que muitas vezes me socorreu no trecho entre Milagres e Brejo Santo, que sempre me contava suas histórias de cabra do sertão cearense, apaixonado por seu rincão.

Deixe uma resposta