VIVA SÃO JOÃO!

Mote desta colunista:

Quem vive, saltou fogueira
E eu grito: Viva São João.

Meu povo, vou festejar,
Vou buscar minha alegria,
Entocar melancolia,
Medo não vai me acuar.
Se quiser pode chegar,
Para essa celebração,
Em nome da tradição
Entre nessa brincadeira:
Quem vive, saltou fogueira
E eu grito: Viva São João.

12 pensou em “VIVA SÃO JOÃO!

  1. Minha prezada poetisa cearernse,

    Eu já vivi duzentos anos, acredito que você muito mais, mas não me recordo, em momento algum, haver um São João sem fogueiras acesas, TÔ MENTINDO, MINHA POETISA!!!!”

    • *
      Comentários, Berto
      Um São João sem fogueiras
      Acesas nunca assisti.
      Você não está mentindo
      Eu juro que jamais vi
      Para falar a verdade
      Com essa longevidade
      Muita fogueira acendi.

  2. Quem vive, saltou fogueira…
    Sancho vive e revive nas rimas da maior poetisa que o Nordeste um dia mandou pro mundo.
    Abraço grande e beijo no coração.

    • *
      É vivendo e revivendo
      Que vou eu e Sancho Pança
      Ele matando a saudade
      Dos bons tempos de Bonança
      Eu sem vestido de chita
      Também sem laço de fita
      Que eu usava em cada trança.

    • *
      São João é coisa nossa
      Eu lhe garanto, Alfredo
      Mesmo com peste no mundo
      Eu vou celebrar sem medo
      Eu posso até não dançar
      Porém posso versejar
      Outra hora eu pego o bredo.

  3. Vou entrar na brincadeira,
    Pra brindar a tradição…
    Já pulei muita fogueira
    Dancei quadrilha e baião
    Com a alegria de Dalinha,
    Entro na celebração…

    Quem vive, saltou fogueira
    E eu grito Viva São João!

    • *
      Danço com satisfação
      Se meu par for Violante
      Nesse São João virtual
      Que acontece doravante
      Violante Pimentel
      Sempre faz belo papel
      Sua escrita é instigante.

  4. Já guardei minha tristeza
    Escondida lá no mato
    Busquei encontrar beleza
    Não achei, tá tudo chato
    Fui procurar lá no Crato
    Pois aqui não achei, não
    Não vi sequer um balão
    Nem sanfona choradeira
    AINDA ASSIM, SEM TER FOGUEIRA
    INDA DOU VIVA À SÃO JOÃO
    xb

    • *
      Eu vesti minha caipira
      Toda enfeitada de flor
      Mas me corroía a dor
      Meu juízo quase pira
      O meu coração suspira
      Ao recordar meu sertão
      Na LIVE minha emoção
      Quase estraga a brincadeira
      AINDA ASSIM, SEM TER FOGUEIRA
      INDA DOU VIVA À SÃO JOÃO

Deixe uma resposta