VIOLANTE PIMENTEL - CENAS DO CAMINHO

Urubutinga é uma espécie de urubu gigante, de cabeça amarelo-avermelhada. É um abutre, ou corvo. Existe em grande quantidade em Babaneira, país que, por coincidência, lembra um outro, bastante conhecido.

.Há na mídia, uma desmoralizante onda de boatos, que visa destruir a paz e tranquilidade de Babaneira. Mas é fato público e notório, que o seu Magno governante zela por seu povo pobre, ordeiro e acomodado. Mesmo assim, o Grande, Legítimo e Eleito governante recebeu um “silencioso” em sua boca, por ordem emanada do Solar Urubutinga, onde habitam os maiores urubus do reino animal. Ali, todos se sentem urubus-reis.

A felicidade reina em Babaneira, graças ao nosso Magno governante de boca amordaçada. Enquanto isso, o Solar Urubutinga, onde todos se julgam suprassumos da legalidade, cada vez mais cai no descrédito do povo.

Em Babaneira, não há desemprego, não há fome, não há epidemia. O bem-estar e liberdade de comunicação do povo é livre. “Você pode casar com quem quiser, desde que case com Zezinho”. Deu pra entender??? Ou quer que eu desenhe???

As cadeias estão, praticamente, vazias, entregues às moscas. Presos, somente PPP: Preto, Pobre e Puta. Corruptos e traficantes trafegam e traficam livres, leves e soltos. A ordem do Solar Urubutinga é que eles tenham passe livre nas suas comunidades, e não sejam detidos nem vigiados, salvo quando houver “caso grave”. Ai de quem for contra os infratores da lei. Serão mortos e sepultados em vala coletiva, tipo aquelas que aguardam os mortos do vírus assassino.

Em Babaneira, a ordem superior não emana do governante de boca amordaçada, mas desse recanto, onde fica o suprassumo da legalidade fantástica e global. Os traficantes e a mais alta cúpula da violência, que aterroriza e mata a população desarmada e indefesa, estão livres leves e soltos. O “dindin” escondido pelos ladrões de colarinho branco jamais será devolvido. É o lema adotado e permitido pelo Solar de Urubutinga.

E para se continuar vivendo nesse paraíso, deve-se estar sempre alerta, trancando-se em casa, e afastando-se daqueles que queiram quebrar essa saudável e harmoniosa paz!.

Babaneira é o céu! É um mar de rosas! Nela não há insatisfeitos! Babaneira é a “Valsa do Imperador”!!!

Por Ordem do Solar Urubutinga, a palavra “OPOSIÇÃO” foi abolida do Dicionário e do Vocabulário. E aqueles que insistirem no assunto, serão Abolidos e Trancafiados, tendo seu material de trabalho sequestrado e apreendido, seja eletrônico, cibernético ou antiquado.

A situação econômica do Solar Urubutinga é a melhor possível. Altíssima verba pública custeia a lagosta, vinhos do mais alto custo e requinte, caviar e tudo o mais, que um seleto grupo de urubus, habitualmente, degusta.

Babaneira quer enxugar a máquina pública, começando por fechar hospitais, ou desativando leitos hospitalares, equipamentos superfaturados, respiradores, ventiladores, tudo adquirido sem licitação à terra do “olho estreito”.

Com os hospitais fechados, se alguém adoecer e se o vírus mortífero permanecer entre a população, a responsabilidade será jogada nas costas do Ministério da Saúde. Quem ficar doente, que fique em casa e se cure sozinho, se for possível.

De uma hora para outra, em Babaneira, tudo resolveu entrar em crise. O abacaxi, a banana e a melancia, além de outros produtos Hortigranjeiros, espontaneamente, resolveram sabotar a economia.

A culpa é somente, e exclusivamente, do Ministro da Economia, que resolveu trocar a monocultura pela policultura. No tempo em que só se cultivava banana, duvido que houvesse esse tipo de crise no governo..

A desculpa sempre é de que fatores alheios à vontade dos governantes, como chuva em excesso, secas horrendas e pragas monstruosas de insetos subnutridos concorreram para o fracasso da economia.

Babaneira quer investir no Turismo. Mas no inferno verde, atualmente, há o perigo de mosquitos, peste, febre tifo e outras febres.

A população de Babaneira corre o risco de nova epidemia, do vírus mortal que ainda não foi erradicado. O perigo é que somente a Supremacia seja vacinada e imunizada.

Até o Ministro da Saúde, se houver, também corre o risco de não ser vacinado.

Um perigo que ronda a população de Babaneira:

De agora em diante, os cidadãos dessa terra, que apresentarem sinais de febre tifo, febre amarela, sarampo, varíola, cólera, ou outra doença tropical epidêmica serão confinados em suas residências. Já os moradores de rua, como tem acontecido, serão envenenados por algumas facções “filantrópicas”. É mais fácil serem fuzilados do que vacinados. Isso mesmo. Não serão vacinados.

Os membros do Solar Urubutinga, em recente reunião, entre um gole e outro de champanhe com tira-gosto de banana, conversaram animadamente, festejando o progresso de Babaneira, a terra da banana encantada e dos mistérios perdidos.

Coronavírus? Que delírio! Nem na nossa Idade Média houve isso!

Aliás, nem Idade Média Babaneira teve.

6 pensou em “URUBUTINGA

  1. Violante,

    Sua crônica demonstra o quanto a literatura tem o poder de ironizar a realidade. A arte parece imitar a vida, entretanto negativamente transformando o real em surreal. Nós temos a capacidade de mudar a realidade, pois o voto é quem coloca os políticos no poder. O nosso sonho é que um dia chegue ao fim a corrupção, então compartilho um cordel do poeta Ezequiel Fernando
    com a prezada amiga:

    FIM DA CORRUPÇÃO

    Veja se aqui tivesse
    Justiça com punição
    Para acabar com a roubalheira
    Com os corruptos e os ladrão
    Brasil seria um paraíso
    Com fortuna pra nação
    Ouçam o clamor do brasileiro
    Pelo fim da corrupção

    Não teria tanta dúvidas
    Sem saber a quem votar
    Não teria ficha limpa
    Porque não tinha quem suja
    Não falavam em lava-jato
    Ou na tal da delação
    Ouçam o clamor do brasileiro
    Pelo fim da corrupção

    Mas a culpa não é minha
    Nem mesmo por que votei
    Eu acreditava na mudança
    Naquela que nunca vei
    Mas será que agora muda
    A Deus faço uma súplica
    Ouçam o clamor do brasileiro
    Pelo fim da corrupção

    Espero que cheque o dia
    Da tal mudança esperada
    Que criem vergonha na cara
    E que acabem com a doação
    Por que só mudando a nação
    A gente vendo solução
    Ouçam o clamor dos brasileiros
    Pelo fim da corrupção.

    Um final de semana pleno de paz, saúde e alegria

    Aristeu

    • Obrigada pelo gratificante comentário, prezado Aristeu Bezerra, e por compartilhar comigo o excelente cordel do poeta Ezequiel Fernando, “FIM DA CORRUPÇÃO” :
      Gostei demais.

      Diante da atual situação do Brasil, onde um Presidente legitimamente eleito, vê-se subjugado a uma Suprema Corte e a um Congresso Nacional, seus inimigos declarados, o povo tem que rir para não chorar.

      As fatídicas palavras de Rui Barbosa jamais se banalizarão:
      .
      “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.”..

      Grande abraço!

      Também lhe desejo um final de semana cheio de saúde, alegria e paz!

      Violante

  2. Que crônica maravilhosa
    Difícil acreditar que aqueles que defendem o solar da urubutinga entendam o recado. So vao entender na ponta da baioneta

    • Obrigada pelo elogio, prezado Gonzaga. Sei que os “poderosos” estão pouco se lixando para a opinião do povo. Mas, fica o meu desabafo, diante da prepotência e arrogância deles..

      Bom fim de semana!

      Muita Saúde e Paz!.

  3. Apenas um pouco de cultura inútil para a comunidade fubânica. Existem 5 espécies de urubu no Brasil. A maioria das pessoas quando olham um urubu voando, pensa que tudo é igual.
    Eu como passarinheiro viciado em fotografar aves e conhecendo um pouquinho do assunto, afirmo que existem 5 espécies aqui no Brasil. Urubu rei, urubu de cabeça preta que é o mais comum, urubu de cabeça amarela que é o da foto acima, urubu de cabeça vermelha e urubu da mata.
    Todos ocorrem no Brasil inteiro, menos o urubu da mata que ocorre no norte e oeste do brasil

  4. Obrigada pelo comentário, prezado Monsenhor Marcos Tonizza!

    No meu entender, não existe cultura inútil, quando o assunto envolve os reinos da natureza (animal, vegetal e mineral).
    Gostei muito da sua explicação sobre as diversas espécies de urubus. .

    De acordo com o Google, o urubu-rei, também é conhecido como “urubutinga”, urubu-branco, corvo-branco, urubu-real, urubu-rubixá ou iriburubixá, É o maior urubu brasileiro.

    Bom final de semana!

    Muita Saúde e Paz!

Deixe uma resposta