RODRIGO CONSTANTINO

O presidente Bolsonaro subiu de nível. Ao menos ao julgar pelos ataques de seus inimigos e detratores. Antes ele era um genocida, um sociopata, o responsável por cada uma das mortes com Covid-19 no Brasil, sendo que o STF delegou aos estados e municípios o controle da pandemia, sendo que na Argentina morreu mais gente por milhão de habitante, sendo que em São Paulo o crescimento de óbito em 2020 foi o dobro da média nacional.

Aliás, sobre isso, um parêntese: alguém me explica por que o governador de um estado que teve o dobro no aumento de mortes do país, que comanda um dos piores estados em termos de pandemia, está dando lições de moral a todos?

Mas voltemos ao upgrade do presidente: cá entre nós, de genocida para consumidor compulsivo de leite condensado houve uma baita melhora! A oposição está desesperada, pelo visto. O que mais vem aí? Bolsonaro tem prisão de ventre, impeachment já?! Sobre essa banalização do impeachment, o ministro Paulo Guedes disse se tratar de uma tentativa de sabotar nossa democracia, e ele está certo!

O que expõe o pânico dos golpistas sabotadores é que estão tentando vender a ideia de que a compra dos itens foi para a família Bolsonaro, sendo que foi para todo o governo federal, com uns 600 mil funcionários diretos. Não por acaso o Ministério da Defesa foi o que mais gastou: precisa alimentar os reservistas todos. Mas quem liga para fatos quando se tem só narrativas? Filipe G. Martins, assessor da Presidência, expôs a canalhice da imprensa:

Hoje tivemos mais uma aula de mau jornalismo. A banda podre da imprensa tentou emplacar a mentira de que produtos destinados a todo o executivo federal, incluindo as três forças, instituições de ensino federais, presídios e até programas sociais eram consumidos pelo Presidente.

Com isso, espalharam a alegação estúpida e criminosa de que o PR e seus familiares teriam consumido R$15 milhões em leite condensado só em 2020, sem noticiar que esses produtos foram destinados a milhões de pessoas e que esse valor, de modo geral, está abaixo dos anos anteriores. A velha imprensa precisa ser cobrada dia e noite para que pare de trabalhar contra o Brasil.

E por falar nessa velha imprensa… Essa obsessão por demonizar Bolsonaro será a pá de cal na credibilidade da mídia nacional. Eis o que o UOL, da Folha, resolveu fazer, para lacrar com seu público, sabendo que o presidente gosta de usar o leite condensado no pão: apresentou receitas melhores para o uso do leite condensado, uma sutileza de um elefante numa loja de porcelana.

Diante do ridículo da coisa, só mesmo a ironia, como a página WorldNews fez: “Após Tomar 7.500 latas de leite condensado por dia, durante um ano, Bolsonaro entra para o Guinness”.

O pior é que esse tipo de narrativa foi levado a sério pela esquerda radical, por gente como Sâmia Bonfim, deputada do PSOL, talvez por considerar factível alguém comer tanto leite condensado sozinho. Leandro Ruschel ironizou: “O problema do Brasil, aparentemente, é que cada milico consome 8 gramas, por dia, de leite condensado, em média. Assim não dá. Fora Biroliro!” Em seguida, ele constatou, com seriedade:

O factoide do leite condensado e dos gastos com alimentação do governo federal inteiro, atribuído como decisão e gasto do próprio presidente, demonstra o nível de canalhice, histeria e manipulação alcançados pela extrema-imprensa.

Mas por falar em canalhice… ela vem de parte da imprensa e dos políticos, claro. Foi o caso de Ciro Gomes, que prometeu até entrar na Justiça para pedir explicações sobre os “gastos absurdos” do Bolsonaro (novamente associando ao presidente, não ao governo todo), ignorando que seu irmão gastou R$ 3,4 milhões em buffet no Ceará quando governador. Memória curta, né!

A verdade é que a oposição ao governo anda perdida e tentando culpar o presidente por tudo de ruim que acontece. Como a atriz esquerdista Jane Fonda confessou nos Estados Unidos, a pandemia foi um “presente de Deus” para essa turma inescrupulosa. A Ford anuncia fechamento de fábrica no Brasil? Então é culpa de Bolsonaro, mesmo que a montadora faça o mesmo no mundo todo! Falta oxigênio em Manaus, no Amazonas, onde o “covidão” chegou com força e a secretária de Saúde foi até presa? Culpa de Bolsonaro, mesmo que falte oxigênio em vários hospitais… em Portugal!

Ah, esse Bolsonaro… produzindo desemprego e falta de oxigênio no mundo todo! E a mídia mainstream tenta vender a ideia de que a direita se voltou contra o governo, ignorando que a turma do MBL não tem nada de direita, pois não passa de instrumento dos tucanos. Pensei que já tínhamos superado aquela fase tosca em que tucanos eram chamados de direita por comunas…

Leandro Ruschel também descascou o filho da Miriam Leitão: “Se fosse um jornalista, e não mais um militante de redação que tomou as dores da mãe, o que é até compreensível, saberia que: 1) Não integram a direita. 2) Estão em campanha contra o presidente desde logo após a posse”. Mas não importam os fatos, só a narrativa, e esta é que até a “direita” estaria abandonando o governo agora, de tão nefasto que ele é.

Qualquer liberal de verdade estaria muito mais preocupado com a Polícia Federal afirmar que não encontrou evidência de crime nos “atos antidemocráticos”, sendo que há um jornalista preso a mando do ministro Alexandre de Morais, do STF. Mas esses “liberais” estão histéricos com o consumo de leite condensado no governo. Estranhas prioridades…

Helio Beltrão, em sua coluna de hoje na Folha, chama de “histeria generalizada” o que estamos vendo, e diz que a suposta incompetência do governo será avaliada em 2022, nas urnas. Para ele, o desequilíbrio emocional induz a tolices, impede a visão desapaixonada das coisas como são e potencializa o pior em cada um. Só tenho dúvidas se é desequilíbrio emocional ou falta de caráter mesmo. Diz Helio:

Os erros do governo foram alçados pela parcela mais histérica à condição de “crimes de responsabilidade”, que carecem de materialidade. Não se discute que suspeitas de crime precisam ser investigadas, como o caso das “rachadinhas”. Porém é preciso ter os pés no chão e não misturar desejo e torcida com os fatos.

Mas os antibolsonaristas não querem aguardar as urnas, tampouco se preocupam com a materialidade de crimes. Não ligam para os fatos, e deixam seu desejo e sua torcida turvarem a análise da realidade. Distorcem tudo para pintar Bolsonaro como um monstro, como alguém pior do que o Lula. Sequer se incomodam de dar as mãos ao próprio PT se for para desgastar o governo. Fazem tudo pelo poder, e pro inferno o Brasil. Mas não pensem que o povo fora da bolha não está atento ao que se passa…

4 pensou em “UPGRADE: DE GENOCIDA A CONSUMIDOR COMPULSIVO DE LEITE CONDENSADO

  1. Oposição não admite ter perdido o pleito para Bolsonaro. Ainda mais, estão preocupados pois com a maioria no Congresso o STF terá que desengavetar inúmeros processos contra os ladrões do erário cuja maioria se encontra na Oposição.
    O STF terá que andar pianinho pois caso faça alguma besteira serão impichados como é o caso dos sinistros libertadores de criminosos por HCs monocráticos. Mendes e Mello estão na mira. Também o Egghead indicado pelo patético alckmin.

  2. O Constantino poderia ter colado mais notícias sobre o irmão do Ciro , já que atacar um grupo de pessoas com uma retroescavadeira não basta . Poderia colocar o gasto de 700 mil reais pagos a Ivete Sangalo pra fazer um show de inauguração de um hospital , que passado alguns meses a frente do hospital caiu . Poderia colocar as viagens da sogra pagas com dinheiro público .

    • Comentário pertinente, Airton.
      Mas permita-me um reparo: A fachada do Hospital Regional Norte, de Sobral/CE, não caiu ALGUNS MESES após o show de inauguração da cantora Ivete Sangalo.
      O show de inauguração ocorreu no dia 18 de janeiro de 2013 e a fachada do recém-inaugurado hospital desabou – ferindo um engenheiro da obra e um operário que estavam fazendo a manutenção da unidade hospitalar – no dia 17 do mês seguinte.

Deixe uma resposta