DEU NO JORNAL

O subprocurador Nívio de Freitas rebaixa a níveis humilhantes o pedido de Lula para anular a condenação do triplex com base nas mensagens roubadas à Lava Jato.

Num trecho da manifestação enviada ao STJ, diz que, sem provas da parcialidade de Sergio Moro, o pedido se resume a um “mero inconformismo”, “desprovido de real embasamento” e “com a intenção de rediscutir indefinidamente os termos da condenação proferida de forma escorreita após ampla ponderação do contexto fático”.

* * *

Minino, que negócio arretado!

Botou no furico de Lapa de Corrupto sem cuspe, sem pena e sem vaselina.

Vale a pena repetir a frase que o subprocurador escreveu:

“O pedido se resume a um mero inconformismo, desprovido de real embasamento e com a intenção de rediscutir indefinidamente os termos da condenação proferida de forma escorreita após ampla ponderação do contexto fático”.

“… ampla ponderação do contexto fático”

Do caralho!

Tá na medida pra Ceguinho Teimoso argumentar, teorizar, enrolar, tentar desmentir e nos fazer rir com seu tradicional mi-mi-mi.

Vai nos divertir muito nesta linda quinta-feira.

Aguardemos.

Uma fonte fuxicatória bem posicionada me informou que quem gostou dessa cacetada do dotô subprocurador Nívio de Freitas foi Bolsonaro.

Disse que ele se riu-se que só a porra.

Deixe uma resposta