20 pensou em “UMA REPUBLIQUETA BANÂNICA SURREALISTA

  1. O Jornalista Oswaldo Eustáquio está paraplégico, em prisão domiciliar e incomunicável por decisão do Sr. Al. de Moraes.

    O “crime” que ele cometeu. Como jornalista investigativo que é, estava fazendo reportagens sobre a ligação das esposas dos Ministros A. Moraes, G. Mendes e D. Tóffoli com grandes escritórios de advocacia que fazem intervenções junto ao STF com ganhos de milhões de reais.

    Quanto ao Lula, este tem os segredos guardados sobre o que acontece neste Sistema podre. Está sem tempo e paciência; quer participar como candidato das eleições de 2022 e faz pressão para ter caminho livre para poder se candidatar.

    O STF é um balcão de negócios.

    • Não João ……. não é um balcão de negócios…….

      O STF é uma quadrilha, muito perigosa, junto com os piores canalhas da esquerda e da imprenssa lixo, que somente serão parados com violência, ou se os senadores resolverem cumprir suas funções institucionais …….

      Grandes chefes já assumiram o comando como Sarney, Collor, FHC, Lulla e Temer….. ( A Anta eu desconsidero pois é uma idiota manipulada, coitada )…

      Independente dos períodos em que assumiram, todos, sem exceção deveriam estar na cadeia, ou mortos, inclusive a canalhada do STF, a maioria do Congresso e “craro” a ANTA também … …….

  2. Alguém deveria dar ao ministro Gilmar Mendes versão 2019 o que disse o ministro Gilmar Mendes versão 2015 , sobre assuntos tipo mensalão

    ” O ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, afirmou nesta sexta-feira, ao ser indagado sobre a dimensão do esquema que ficou conhecido como mensalão, investigado pela Corte, que “o que está submetido ao STF é talvez um pequeno porcentual do que ocorreu”. Na avaliação de Mendes, mesmo assim há “uma fartura de provas, como raramente se tem”, no processo e foi criada uma “lenda urbana” de que não havia provas suficientes para condenar os réus.”

    O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), considerou o mensalão um caso para juizado de pequenas causas, em comparação aos escândalos de corrupção da Petrobras. Mendes considerou o caso “muito grave” e preocupante, diante da “vastidão, imensidão” das denúncias.

    O processo do mensalão foi julgado pelo STF em 2012, resultando na condenação dos principais atores, como o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. A corrupção na Petrobras, desvendada pela Operação Lava Jato, também é alvo de um processo no STF.

    – Sem dúvida nenhuma, é muito grave. (No mensalão), nós falávamos que estávamos a julgar o maior caso, pelo menos de corrupção, investigado, identificado. Claro, nós tínhamos a noção de que aquele número decantado era um número provisório, que a investigação não tinha sido aprofundada. Se falava mesmo que os fundos de pensão ficaram sem uma investigação continuada. Mas nós falamos de R$ 170 milhões. Agora, a AP 470 terá que ser julgada em juizado de pequenas causas pelo volume que está sendo revelado nesta demanda (Lava Jato). Então, realmente temos que nos preocupar – disse o ministro.

    Gilmar Mendes refutou o argumento de que a corrupção na Petrobras teria servido para custear campanhas eleitorais. Ele lembrou que os integrantes do esquema aumentaram seu patrimônio pessoal, diante das altas somas desviadas.

    – Há um certo argumento, um álibi, que a isso tudo tem a ver com campanha eleitoral. Nós estamos a ver que não. Nós estamos a ver que esse dinheiro está sendo patrimonializado. Passa a comprar lanchas, casas, coisas do tipo. Quando a gente vê que uma figura secundária se propõe a devolver 100 milhões de dólares, nós já estamos em um outro universo, em outra galáxia – afirmou.

    Para o ministro, o esquema da Petrobras comprova que as penas aplicadas no mensalão não tiveram o caráter didático de inibir o desvio de dinheiro público:

    – Nem o julgamento do mensalão, nem as penas que foram aplicadas teve qualquer efeito inibitório. O que mostra que há uma práxis que compõe uma forma de atuar, de gerir, de administrar.

    Mendes prevê que a Lava Jato demande muito trabalho no STF. No entanto, pondera que hoje o tribunal tem a possibilidade de atuar de forma mais rápida. Isso porque, na época do mensalão, ações penais eram julgadas no plenário, composto dos onze integrantes da Corte. Hoje, essa tarefa é atribuída às duas turmas, formadas por cinco ministros cada. O presidente do STF não atua nos julgamentos das turmas.

    Outro fator de celeridade seria o possível desmembramento do processo – ou seja, permaneceriam no STF apenas pessoas com direito ao foro privilegiado. O restante seria julgado pela primeira instância da Justiça. Essa divisão não ocorreu no processo do mensalão.

    Ele pediu desculpas ? Se retratou ?

    • Pois é ……

      O estúpido tinha de aparecer no IBOPE dos outros …… ………

      Vai cuidar da sua coluna e de TODOS seus ( acho que dois ou tres) leitores

      Você é de uma imbecilidade monumental …….

      Noooossa …… que patético ….!!!!

  3. Jornalistazinhos safados e agitadores que vivem a soldo desse engodo de governo vêm levando revés um atrás do outro. Desta vez, o YouTube encerrou na noite desta quarta-feira (3) o canal Terça Livre, bajulador do desgoverno Bunda Suja Boca Doce, removendo-o da plataforma, por violações de regras internas. Aliás, esse esgoto a céu aberto apelidado de Terça Livre, conhecido como o BLOG DO GADO é comandado por marginais como um tal de Olavão e Allan Gengivão (que está fugido!!!). Esses dois picaretas são puxa-sacos remunerados e aduladores do arremedo de governo o Bunda Suja Boca Doce, governo este, que prova ser apenas MAIS do MESMO… Só que com muito mais leite condensado…

    P.S.: – Eustaquão, Olavão e Allan Gengivão são espíritos de ditador da Coreia do Norte vagando por aqui…

  4. Repetindo …….

    Vai cuidar da sua coluna e de TODOS seus ( acho que dois ou tres) leitores

    Você é de uma imbecilidade monumental …….

    Noooossa …… que patético ….!!!!

  5. Aos jornalistas soldadinhos de chumbo ou eles capam o gato oiu então serão todos punidos severamente. Enquanto à boiada não aprender a sair do mundo paralelo do jornalismo acanalhado como também amaloqueirado, quem sabe seu direito a voz seja restabelecido, quem sabe? A cada dia que passa vai se comprovando que o projeto de governar pela mentira intimidatória está desabando… Só o gado não vê isso!!!

    P.S.: – Alô Twitter, Facebook, Instagram, vamos tomar as medidas que se fazem necessárias e punir severamente os jornalistas soldadinhos de chumbo que vivem pendurados na virilha do Bunda Suja Boca Doce…

  6. Este senhor chamado Altamir seria o mesmo que há poucos dias disse que o militante petista e anti-bolsonarista Ricardo Noblat era “um excelente jornalista”?

    • ELZA, que é um nome fictício inventado, entre tantos, por um chafurdador do JBF, que em seu nome próprio não usa ou tem a letra H, porém desrespeita constantemente O Sr. Luiz Berto Filho, usando o anonimato para esculhambar com o ambiente. Mas, vamos ao que interessa: RICARDO NOBLAT é sim uma referência do jornalismo pernambucano e o considero um extraordinário homem das letras. Como tantos outros, ele é perfeito, primoroso, agradável, interessante, excelente e instrutivo.

  7. É ele mesmo. Faz pena…

    Fumou maconha com prazo de validade vencido.

    “perfeito, primoroso, agradável, interessante, excelente e instrutivo”

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Os atos de zombaria que esse sujeito devasso, elemento obsceno, e porque não dizer descarado, pratica aqui neste blog, tem nomes: Isso se chama falsidade, dissimulação, fingimento, farsa, disfarce e deslealdade a toda prova com o administrador do blog. O Sr. Luiz Berto, que tanto faz para manter esse blog atualizado, não merece ter em suas páginas um cafajeste velhaco e medroso, pulha da pior espécie como esse criador de nomes fictícios que é vil, sem valor; ordinário. Próprio da pessoa mau-caráter, desprezível e que tem um comportamento canalha. Ao entrar nesse blog esse ausente de moral deixa de possuir vergonha; cujos comportamentos e ações estão repletas de malícia, safadeza e coisa que o valha.

      P.S.: – Como se vê, isso não deve ser tratado como comentarista de blog. Na verdade, trata-se de um VAGABUNDO VIRTUAL…

  8. Tem gente que pediu pra cagar e saiu de fininho… Espertamente, se eximiu de vestir sua carapuça. No popular: Deu uma de João-Sem-Braço e fez de conta que não era com ele…

    P.S.: – Me engana que eu gosto…

  9. É admirável ver colunistas de vários meios de comunicação comemorando o fechamento de um deles. Inclusive aqui. Muito satisfeitos com a decisão, na visão deles acertada, um avanço contra a tirania, se esquecem do direito das pessoas lerem onde, quando e se quiserem. O que dá audiência, sucesso e fundos é a qualidade do que é publicado e a quem se destina. Isso me parece óbvio, mas os colunistas bacaninhas do bem que escrevem para seu público, cada vez menor, esqueceram disso. Na verdade não, estão em missão. Até entendo, afinal querem fazer parte de algo, nem que seja asqueroso e moralmente questionável. E o que permite isso é a democracia. Até mudar de lado a gente vê, como o Reinaldo Azevedo, antes respeitado, hoje ridicularizado. Mas ainda escreve e nenhum direitista radical, nem mesmo boçal, pediu a cabeça, o cancelamento dele.
    Os que comemoram o cancelamento de um meio de comunicação ou de um jornalista desafeto hoje, lembrem-se: Quando pedirem o seu, aceite de bom grado, é a sua visão democrática. Trate os outros como gostaria de ser tratado.

  10. O picareta do arremedo de jornalista ALLAN GENGIVÃO responde por dois inquéritos no STF e já foi alvo de operações da PF, pelas presepadas que pratica. Um dos inquéritos apura AMEAÇAS a ministros do tribunal e a disseminação de conteúdo falso na internet, as chamadas fake news. O outro investiga o financiamento de atos atentatórios à democracia. Aliás, GENGIVÃO é um dos blogueiros investigados no STF que receberam verbas de publicidade estatal por baixo do pano, na surdina…

    P.S.: – E O pior que têm leitores aqui do JBF que adoram ALLAN GENGIVÃO, pois estão revoltadinhos com esse mau elemento que fugiu para os Estados Unidos pra se livrar da cadeia.

Deixe uma resposta