DEU NO JORNAL

No programa Roda Viva, Fernando Henrique Cardoso fez rasgados elogios a Lula.

E disse esperar que o PSDB “não morra”.

Seria muito bom para a política brasileira se o PT e o PSDB se abraçassem e fossem para o caixão juntinhos.

* * *

As duas siglas já estão mortas há tempos.

Juntinhas no mesmo caixão.

Quanto a FHC e Lula, são dois tolôtes fedorentes que sairam do mesmo pinico.

Uma linda parelha de militantes zisquerdóides distribuindo panfletos

14 pensou em “UMA PARELHA BANÂNICA

  1. O duro é ter que aguentar o Goiano dizer que FHC é de direita e o nosso Colunista Sr. Carlos Brickmann dizer que FHC não passa nem perto do comunismo.

    Tá bom, tudo bem, mas e esta foto? Que panfleto é este que eles distribuíam? Em que ano foi isso? Por acaso não foi na época da tal “ditadura” não? Ditadura nenhuma permite este tipo de coisa.

    Vai fazer isso na China, em Cuba ou na Coreia do Norte.

    • O PSDB é considerado partido político de centro.
      Nessa época, 1968, FHC, pelo que me lembre, não era nada, digo, não ocupava cargo político, mas é sabido que tinha tendências esquerdistas e chegou a cogitar, com Lula, de criar um partido de linha socialista, sabe-se lá o que esse socialista aí quer dizer.
      Depois filiou-se ao MDB, onde ficou de 1974 até 1998.
      Em 1993 elegeu-se ao Senado por SP.
      Do passado distante dele é o que sei.

      • Foto de 1968? Pesquise mais Goiano.

        Em 1968 o Lula nem existia como figura política. Em janeiro de 1976 morreu Manoel Fiel Filho, que era o líder sindical escolhido pela CNBB e USP para liderar o que seria o PT. Golberi então, com sugestão do Emílio Odebresht preparou Lula para entrar no seu lugar.

        Então a foto só pode ser posterior a 1978 quando FHC foi eleito suplente do Senador Franco Montoro pelo MDB. Com a eleição do Montoro em 1982, FHC virou Senador. Em 1985 perdeu a prefeitura de SP para o Jânio.

        O PSDB foi criado em 1988 por causa do Quércia e FHC ajudou na sua fundação.

        Assista este debate da Band da eleição para governador de 1982 em SP com Lula, Montoro e J. Quadros para v. ver quem era quem.

          • Goiano eu desculparia se fosse o único erro o do ano da foto. Estavam os dois em plena “ditadura” panfletando em um 1º de maio na frente das fábricas.

            Ô ditadurazinha fraca esta! Se fosse na China de hoje tinham sumido fácil, fácil.

            Manoel Fiel (este era para ser o que Lula foi, mas não foi cooptado pelo regime), Herzog, Vannucchi Leme, e o Ten. J. Ferreira de Almeida morreram entre 1975 e 1976 no DOI CODI sob a supervisão do Gen. D’Ávila Mello. Depois que este foi afastado o Lula e o FHC puderam panfletar à vontade em 1978.

            Lula que, segundo E. Odebrecht vendia greves e FHC só fizeram o que fizeram, pois tiveram carta branca do Golberi. Isso é história.

        • Fernando Henrique se autoclassifica como parte da esquerda política e considera que não há representantes da direita no Brasil. Durante um encontro com intelectuais (????) em abril de 2014, declarou: “Hoje, se disser que sou de esquerda, as pessoas não vão acreditar. Embora seja verdade.

          Goiano confunde extrema-esquerda com esquerda e esquerda com centro. Joga no time que acha o social-democrata bolsonaro como extrema direita.

          • “Para mudar o Brasil precisamos da vitória da unidade das esquerdas e dos setores populares. Votar em Manuela D’ávilla e Miguel Rossetto e em vereadores e vereadoras do PT de Porto Alegre reforça o #ForaBolsonaro que vamos dar em todo o país”.

            Maria do Rosário, deputada federal pelo PT gaúcho

            • Blá, blá, blá…

              FHC: “Esquerda é justamente ter a capacidade de olhar para frente, rever criticamente a história, captar o emergente, pensar o futuro. Esta é a tarefa intelectual que nos espera”.

              • Aconteceu em 1978, na campanha em que Lula ajudou Fernando Henrique Cardoso a ganhar sua primeira eleição, como senador pelo estado de São Paulo. FHC foi apoiado em massa pela esquerda tupiniquim. Chico Buarque de Holanda, petista histórico, criou seu jingle, composta sobre a música “Acorda Maria Bonita”.

                “A gente não quer mais cacique/ a gente não quer mais feitor/ a gente agora está no pique/ Fernando Henrique senador”, dizia a letra.

                • Palavras de Lula em 2010: “Vocês querem conquista melhor do que numa campanha neste país a gente não ter nenhum candidato de direita? Porque antigamente, como é que era a campanha? Era o de centro-esquerda ou de esquerda contra os trogloditas de direita. Era assim toda campanha. Começou já a melhorar comigo e com o Fernando Henrique Cardoso – já foi um nível elevado. Depois eu e Serra também. Depois eu e Alckmin baixou o nível – por conta dele, não por minha conta. Mas agora, se tiver se apresentando os candidatos que eu estou vendo aí, vai ser uma coisa inédita neste país. Se tiver quatro ou cinco candidatos, são todos do espectro de esquerda. Uns podem não ser mais tão à esquerda quanto eram, mas não tem problema. A história e a origem dão credibilidade pro presente das pessoas. Essa eu acho que é uma conquista que nós precisaríamos aprender a valorizar. Porque era inimaginável até outro dia que nós chegássemos a esse momento do Brasil – não ter um candidato que represente a direita. É fantástico.”

  2. De panfletagem em panfletagem os dois esquerdistas ficaram pra lá de milionários… Assim é o socialismo. Tudo pra mim e migalhas pra você.

    • Deco, Lula não ficou milionário.
      O patrimônio da família Lula/Marisa foi inventariado em 11 milhões e setecentos mil reais.
      Lula foi, dentre outras coisas, deputado federal por um mandato e presidente da república por dois, com tudo pago.
      Mesmo tendo deixado o cargo, ainda tem vantagens, como motorista e assessores, como dispõe a lei.
      Dos 11,7 milhões, 7 milhões correspondem a sua participação na LILS (empresa dele) por muitas dezenas de palestras.
      De modo, que o patrimônio acumulado dele são dois carros, dois apartamentos classe média, um sítio modesto e mais umas poucas poupanças – podes verificar isso em inúmeras publicações, assim como podes constatar que nunca foi encontrado nada mais do que isso, seja em bens, seja em contas bancárias no Brasil e no exterior, seja em nome de laranjas.
      Se achas que esses 11,7 milhões são fruto de roubo, deves achar o mesmo de
      Jair Messias Bolsonaro, cujo patrimônio declarado é de mais de 15 milhões de reais.
      Quanto ao FHC, não consta que tenha roubado dinheiro público, se envolvido em corrupção, recebido propinas, o noticiário diz que ele também ganha bastante dinheiro com palestras, também dispõe de recursos de motorista, segurança e assessoria que os ex-presidentes recebem pela lei.
      As pessoas que acusam devem, acho eu, oferecer um mínimo de suporte a suas informações a respeito dos outros, pelo menos noticiários de boa fonte.
      Voltando ao Jair Messias Bolsonaro, quem sabe como acumulou esse dinheiro, uma vez que ele declarou que sonega impostos.

      https://www.youtube.com/watch?time_continue=3&v=PusCfUyTinE&feature=emb_logo

      Sonegar é CRIME: O artigo 1º da Lei 4.729/65 descreve várias condutas que se enquadram como crime de sonegação como: prestar declaração falsa ou omitir informações necessárias ao Fisco; alterar ou fraudar livros exigidos pelas leis ficais; alterar fatura ou documentos relativos a operações mercantis; aumentar despesas para obter redução de impostos, dentre outras.
      A pena prevista é de detenção de 6 meses a 2 anos, e multa. No caso de o condenado ser primário, a pena será apenas multa, cujo valor será 10 vezes o valor do tributo.

  3. Torço para que a esquerda utilize esses dois como garotos propaganda. O lula, hoje em dia, não vende nem buceta, a coisa mais apreciada do mundo. Quem, em sã consciência, compraria uma buceta vendida pelo ex-presidiario.

Deixe uma resposta