A PALAVRA DO EDITOR

Ontem, quarta-feira, dia do encontro semanal do cabaré, aconteceu um imprevisto e não foi possível realizar a nossa animada assembleia.

No começo da noite, o gerente Maurício Assuero postou esta mensagem no grupo de zap dos cabarelistas:

Ele estava preso no pesado trânsito da Avenida Agamenon Magalhães, aqui no Recife, situação agravada pela chuva que caia na cidade.

De modo que, quem não é do grupo do cabaré no zap, agora fica sabendo o que aconteceu.

Como a plataforma onde se realiza a reunião é criação do Maurício, e por ele administrada, foi impossível a realização do encontro.

É isso.

Uma excelente quinta-feira pra toda a comunidade fubânica!

6 pensou em “UMA NOITE SEM CABARÉ

  1. Éguas, quer dizer então que Maurino Júnior, o lindro, recebeu até hora extra sem trabalhar de porteiro com a medição? Tem que devolver o dinheiro ou fazer doação para Chupicleide comprar absorvente ou anticoncepcional.

  2. Que mentira danada é essa, Maurício?
    Essa chuva deve ter impedido que você saísse de algum lupanar menos qualificado, onde charretes poderiam cair em algum atoleiro, causando ainda maior dissabor ao chegar em casa.
    Basta aquele par de meias de sede que você teve de jogar da Ponte Mauricio de Nassau e depois descobriu que era de sua sogra.

Deixe uma resposta para maurinojunior Cancelar resposta