A PALAVRA DO EDITOR

Violante Pimentel, amiga muito querida e colunista desta gazeta escrota, fez uma referência à governadora do seu estado, a petista Fátima Bezerra.

Isto aconteceu na sua última postagem, intitulada Feijão com Arroz, sexta-feira passada, dia 24.

Foi numa frase ao final do texto.

Esta frase aqui:

– Vamos todos reclamar na Governadoria! A Governadora deve ter lá um estoque de feijão e arroz escondido, junto com as pipocas Bokus.

E eu fiquei curioso pra saber que danado a petista potiguar tem a ver com as pipocas Bokus, um delicioso produto fabricado aqui em Olinda.

Dei uma rápida pesquisada e entendi de imediato a ligação entre a governadora e a pipoca pernambucana, motivo de comentários e fuxicos entre a população potiguar.

Achei estas fotos que estão a seguir:

Viram?

A governadora fazendo pose comercial da pipoca Bokus ao lado do terrorista Guilher Boulos.

E também sozinha.

Além da evidente e ostentatória publicidade do produto em reunião com o seu secretariado!!!

A mesa está repleta de saquinhos da mercadoria.

Enfim, a governadora luleira tem uma tara da peste por pipocas Bokus.

Na verdade, mais que isto, a governadora é uma influente garota propaganda do produto.

Agora, pra completar minha pesquisa, só falta investigar lá na fábrica qual o cachê que ela recebe por conta desta publicidade governatória.

Se o cachê é em dinheiro ou se é em sacos de pipoca.

Assim que tiver a resposta eu informo pra vocês.

Todo assunto de relevante importância política, econômica ou ideológica é do interesse desta gazeta escrota.

E se a Bokus quiser fazer reclame do seu produto aqui no JBF, a deliciosa pipoca sendo comida pela governadora, estamos às ordens.

Já temos até uma pequena amostra:

9 pensou em “UMA GOVERNADORA COMEDORA DE PIPOCA

  1. Papa Berto,

    Essa gunvernadora, não é aquela professora semi-analfabeta que dizia que o impicha da Vaca Peidona era “gópi”?

    Se for, o saquinho de babugem está errado…. não pode ser pipoca… mas milho, ou alfafa.

  2. Dizem – reparem bem, dizem, não sei se é verdade, tô contando do jeitinho que me contaram – que a governadora chegou em certa aldeia indígena, saco de pipoca na mão, e preguntou para o primeiro índio que encontrou:

    – Índio quer pipoca?
    – Não! Índio qué pô pica!

  3. Gente,mais respeito.
    A coitada é ptista, luleira, esta na companhia do boulos.
    Talvez essa seja a unica coisa boa na vida dela.

  4. Um governo de transparência é isso mesmo…Até as inofensivas pipocas vem à tona, além dos perigosos consórcios ….rsrsrs

    Grande abraço, prezado Luiz Berto!

  5. Noku’s dusotrus é refrecus? Favor acorregi a simpática montagem, pois boku’s virou noku’s… E mantenha o Polodor fora disso!

Deixe uma resposta