A PALAVRA DO EDITOR

Nos tempos em que era uma publicação séria, a revista Veja tinha dois grandes nomes entre os seus colunistas: os jornalistas Ricardo Setti e Augusto Nunes.

Naqueles tempos, tempos da primeira fase do JBF, os dois descobriram a existência desta gazeta escrota e, de vez em quando, citavam e indicavam matérias nossas em suas colunas naquela revista.

Clique aqui e veja uma postagem de Augusto Nunes na Veja, feita em março de 2015.

Esta badalação midiática fez crescer enormemente a audiência deste jornaleco e aumentou muito a nossa quantidade de fiéis leitores.

Ontem, futucando em meus arquivos, encontrei esta nota que está a seguir.

Uma postagem de Ricardo Setti em sua coluna na revista Veja, feita há quase uma década, em dezembro de 2012.

Vejam:

Pois é isso mesmo que vocês leram.

Era desse jeito que o Ricardo Setti – atualmente afastado do jornalismo e residindo em Barcelona, na Espanha -, se referia a este Editor e à sua escrotice internética.

Eu ficava ancho que só a porra!

O vídeo citado por Ricardo Setti, que ele gostou e elogiou, é este que está a seguir:

8 pensou em “UMA GAZETA ESCROTA NA GRANDE MÍDIA

  1. Berto foi profeta neste vídeo de 6 anos atrás.

    “Vai chegar o dia que vão dizer que o certo é a doença e que o errado é a saúde” disse Berto.

    E não é que este dia chegou? As esquerdas exaltam hoje a doença chinesa, mandam todos ficarem em casa para morrerem de fome, de depressão, de tédio.

    Berto, por favor, me diga as dezenas da próxima mega sena, por favor. V. está melhor que a mãe Dinah.

  2. Prezado Berto,
    Bem vindo de volta à lida.
    Como você faz falta!
    Essa menção aos antigos e saudosos blogs do RIcardo Setti e do Augusto Nunes é sensacional.
    E foi justamente através deles que cheguei ao JBF, em algum momento entre 2011 e 2012.
    Aproveito para lembrar que havia um terceiro blog, igualmente hospedado na Revista Veja, e que junto com os dois anteriores, eram a minha leitura favorita.
    Este terceiro, inclusive, chegou a ser considerado como o blog de maior número de acessos do Brasil.
    O blogueiro, que não vou citar o nome, escreveu vários livros, que cheguei a comprar, e ficou famoso por ter criado a expressão “petralha”, em alusão aos conhecidos “irmãos metralha”, personagens de Walt Disney.
    Pois o dito cujo caiu em desgraça, sendo demitido da Veja, quando descobriram que uma das suas principais fontes era a irmã de um famoso político da república, que já foi candidato a presidente, e hoje também anda no ostracismo, em função do seu envolvimento com a Lava Jata e vários outros escândalos de corrupção.
    O mundo dá voltas, meu caro, e o que ainda me dá alento e saber que mantemos nossas coerências, nossas convicções.
    Não temos bandido de estimação e o que esperamos, e torcemos, de fato, e para que esse pobre país saia dessa merda em que se encontra, e um dia, quem sabe, se transforme em uma nação.
    Simples assim!

  3. Gosto quando você dá uma “sextada” assim, botando pra quebrar em cima da petralhada, com o entusiasmo que lhe caracteriza.

    Gostei do seu retorno à tela! E veio com gás de última geração.

    Botou pra arrombar!

    Carlos Eduardo

  4. Uau …!!!!

    Premonitório …….. !!!!

    Aonde chegamos …. e como estupidez não tem limites, não consigo imaginar onde chegaremos …

    A única certeza é que lá terá muito sangue de patriotas inocentes.
    Eu preferia quando eram de esquerdistas canalhas ……

    Época boa de 1964 …….., para a turminha de brasileiros honestos que trabalhavamm e pagavam impostos, provavelmente 90 % da população brasileira……

    Globery e Roberto Campos ……. tão bons em premonições como nosso mestre Berto ……

    Que merda ….!!!!! .

  5. Que legal! Foi através de um artigo de Ricardo Setti que conheci este Jornal. Não sei se foi esse artigo, nem lembro mesmo quando foi. Mas que foi Ricardo Setti que me apresentou esse mundo fantástico, foi. E agradeço, muitíssimo.

  6. Caraio! Venho xeretando o JBF, o melhor da net, desde essa data, ou antes. Acho, até, que já posso requerer o direito do usucapião. rsrsrs

  7. Pingback: TEXTOS DE UM LEITOR | JORNAL DA BESTA FUBANA

Deixe uma resposta