A PALAVRA DO EDITOR

O fubânico lulo-petêlho Fanático Furioso, que perpetra comentários zisquerdistas furiosa e incansavelmente o dia todo e todos os dias, acha um absurdo ter um cabra feito Bolsonaro na presidência.

Um cabra que ele chama de louco, de burro, de nulidade, de esculachador de fêmeas, de terror ambulante, de descontrolado, de perseguidor de baitolas, de destrambelhado, de comedor de capim, de fascista… de… de… 

E mais de um monte de coisas.

Mas o mesmo zisquerdista Fanático Furioso acha normalíssimo o fato de termos tido um Lula e uma Dilma na Presidência da República.

É pra arrombar a tabaca de Xolinha!!!!

Num dá mesmo pra levar esse povo a sério.

De jeito nenhum.

O genial Paulo Guedes, que não erra uma sequer, acertou no alvo de novo com esta frase irretorquível: 

10 pensou em “UMA DEFINIÇÃO IRRETORQUÍVEL

  1. Paulo Guedes é o melhor Economista que este país já teve.

    Está no mesmo nível do grande Roberto Campos, que não teve a chance de executar seu trabalho, substituído que foi pelo Delfim Neto, que fudeu o país com obras faraônicas e endividou tudo.

  2. discutir ou falar com petista é a mesma coisa de conversar com cu de cachorro.
    qualquer coisa que façamos ou mostremos , eles vão cagar pela boca.
    eu já desisti, agora só estou rindo deles.

    • Podes dizer que Jair Messias Bolsonaro não é homofóbico porque recebeu votos de gays e até tirou fotografias juntinho ao lado de viados, mas… Como é possível dizer que o presidente da república Jair Messias Bolsonaro não é, dentre outros preconceitos, homofóbico, face a diversas situações em que demonstrou sua aversão aos homossexuais, como quando declarou, em abril de 2019 (não faz nem um ano, estamos em janeiro de 2020), “o Brasil não pode ser um país do mundo gay, de turismo gay. Temos família”.
      Ele mesmo, em pessoinha, até já disse em entrevistas, com todas as letras: “Sou homofóbico, sim, e com muito orgulho”.
      E também que preferia ter um filho morto a um filho homossexual.
      Vê-se atualmente a existência de um esforço para apagar a impressão de que o presidente da república Jair Messias Bolsonaro não é o que aparenta ser. Seus apoiadores querem continuar sendo seus apoiadores, mas querem desfazer a imagem de preconceitos de raça, de sexo, de homofobia, e se esforçam por desfazer a ideia de que apoiam o fascismo, ou o nazismo (o ex-Secretário da Cultura de Bolsonaro citou Goebels como bom norte em um pronunciamento).
      Nesses esforços, participantes do conservadorismo, da direita e da extrema direita procuram mudar o conceito de que o Nazismo era uma política de extrema-direita e passaram a garantir que o Nazismo é um sistema esquerdista.
      Como o principal fantasma que os direitistas usam para garantir a vitória e a manutenção da direita no poder é o comunismo, procuram eles fazer crer que o Partido dos Trabalhadores pretendia (e pretende!) transformar o Brasil em um País comunista (ou socialista, tanto faz, eles dizem). Apesar de os governos petistas, estabelecidos por dezesseis anos seguidos, terem mantido a propriedade privada, as liberdades individuais e de imprensa, e todos os méritos da democracia, a extrema direita assusta a população vociferando que o PT transformaria o Brasil em uma nova Cuba,ou em uma nova Venezuela, e que Jair Messias Bolsonaro nos salvou desse destino.
      Pura bobagem, é evidente, mas atingiu seus objetivos: a extrema-direita tomou o poder e as bobagens continuam a ser veiculadas para manter o estado de espírito dos ingênuos.
      Assim, não adianta os apoiadores de Jair Messias Bolsonaro quererem tampar o Sol com a peneira, mudando o sentido das coisas, porque elas são o que são.
      Querem apoiar o governo, que apoiem, mas sabendo em que estão se metendo, táoquei?

  3. Berto, Fanático Furioso e Ceguinho Teimoso são a mesma pessoa? Ou o primeiro é outro petralha que surgiu para seguir o segundo nas asnices que ele solta por aqui?

  4. Comentemos o Twitter de Robson Guimarães – Aliança Pelo Brasil – @RobsondoBrasil, repetido pelos bobocas de plantão, dizendo a besteira de que o Nazismo surgiu do Comunismo, acompanhado, inclusive, de um vídeo dizendo que ambos são socialistas, tanto que o Partido Nazista traz “socialismo” no nome, mas sabemos que, dentre outros, o brasileiro PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira também traz e não tem nada de comunista, assim como sabemos que o socialismo russo e de Marx prevê a extinção dos meios privados de produção, o que não fazia parte do “socialismo” nazista, cuja noção de socialismo implicava outras características.
    Se querem ter medo do comunismo, tenham medo pelas razões ponderáveis, não por besteiras ditas por boçais e suas teorias estapafúrdias.
    Mas, aproveitem para ter medo do nazismo e do fascismo, que parece que os bolsonaristas estão deixando descer-lhes pelas goelas sem engulhos.
    Lembram daquela história de um dia eles fazem isso, outro dia eles fazem aquilo e quando vês estás fudido? Pois é.
    Acho bom encostarem o rabo na parede.

Deixe uma resposta